Lewis Hamilton na “pole” sem valor estatístico

O piloto inglês, no entanto, vai sublinhar o seu nome na história como o primeiro a conseguir a “pole position” para a corrida sprint de qualificação, que terá lugar este sábado em Silverstone.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Após cinco corridas em que não largou da “pole position”, o inglês Lewis Hamilton (Mercedes) assegurou a primeira posição da grelha para a Corrida de Qualificação, mas esta não conta para as estatísticas.

Por isso, o piloto inglês mantêm as 100 “poles” alcançadas em Barcelona, a menos que vença a corrida que terá lugar amanhã e que definirá a grelha de partida para o Grande Prémio, sendo o seu vencedor considerado o detentor da “pole position” para o GP de Inglaterra.

Foi um duelo intenso entre Lewis Hamilon e o holandês Max Verstappen (Red Bull/Honda), com o inglês a ser o mais rápido na primeira tentativa na Q3, mas ao errar na fase final da segunda, quando tudo apontava para uma melhoria de tempo e a eventual entrada no segundo “25”, não só não melhorou a sua marca como ficou ao alcance do holandês, que vinha atrás de si.

Só que Max Verstappen, que se queixou de uma frente instável, também não melhorou o seu tempo e acabaram por ficar separados pelos 0,174” que traziam da primeira tentativa.

A segunda linha será partilhada pelo finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) e o monegasco Charles Leclerc (Ferrari), que conseguiu superar o mexicano Sérgio Perez (Red Bull/Honda), que terá a seu lado o inglês Lando Norris (McLaren/Mercedes) que bateu o seu colega de equipa, o australiano Daniel Riccardo (McLaren/Mercedes), que teve um bom primeiro dia, por 0,002”.

Excelente oitavo tempo do inglês George Russell (Williams/Mercedes), na sua única tentativa, depois de, pela segunda vez consecutiva, chegar à Q3, com o espanhol Carlos Sainz (Ferrari) e o alemão Sebastian Vettel (Aston Martin/Mercedes) a completarem o lote de pilotos que chegou à Q3.

Q3 falhada pelo espanhol Fernando Alonso (Alpine/Renault), por 0,025”, depois do canadiano Lance Stroll (Aston Martin/Mercedes) ter garantido a presença na Q2 ao bater o japonês Yuki Tsunuda (Alpha Tauri/Honda) por 0,026”.

Grelha de partida

Lewis Hamilton  
Mercedes W12/Mercedes  
1’26,134″  
  Max Verstappen
  Red Bull 16B/Honda
  1’26,209″
Valtteri Bottas  
Mercedes W12/Mercedes  
1’26,328″  
  Charles Leclerc
  Ferrari SF21/Ferrari
  1’26,828″
Sergio Perez  
Red Bull RB 16B/Honda  
1’26,844″  
  Lando Norris
  McLaren MCL35M/Mercedes
  1’26,897″
Daniel Riccardo  
McLaren MCL35M/Mercedes  
1’26,899″  
  George Russell
  Williams FW43B/Mercedes
  1’26,971″
Carlos Sainz  
Ferrari SF21/Ferrari  
1’27,007″  
  Sebastian Vettel
  Aston Martin AMR21/Mercedes
  1’27,179″
Fernando Alonso  
Alpine A521/Renault  
1’27,245″  
  Pierre Gasly
  Alpha Tauri AT02/Honda
  1’27,273″
Esteban Ocon  
Alpine A521/Renault  
1’27,340″  
  Antonio Giovinazzi
  Alfa Romeo C41/Ferrari
  1’27,617″
Lance Stroll  
Aston MartinAMR21/Mercedes  
1’27,665″  
  Yuki Tsunoda
  Alpha Tauri AT02/Honda
  1’28,043″
Kimi Raikkkonen  
Alfa Romeo C41/Ferrari  
1’28,062″  
  Nicholas Latifi
  Wiliams FW43B/Mercedes
  1’28,254″
Mick Schumacher  
Haas VF-21/Ferrari  
1’28,738″  
  Nikita Mazepin
  Haas VF-21/Ferrari
  1’29,051″

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *