Lewis Hamilton implacável em Spa

Piloto inglês da Mercedes conquistou o primeiro lugar na grelha de partida para o Grande Prémio da Bélgica em Fórmula 1, que será realizado ao início da tarde deste domingo, no traçado de Spa-Francorchamps.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

O inglês Lewis Hamilton (Mercedes) alcançou, de forma clara, traduzida em mais de meio segundo de vantagem sobre o seu mais directo perseguidor, o finlandês Valtteri Bottas (Mercedes), a 93.ª “pole position” da carreira, sexta no traçado belga, impondo-se no asfalto de Spa-Francorchams, onde a ausência de chuva não complicou a vida aos pilotos.

Ao qualificar-se para a Q2 com pneus médios, ao contrário dos seus opositores que tiveram de recorrer aos pneus macios, Lewis Hamilton pode ter dado um importante passo rumo à vitória, amanhã, uma vez que pode permanecer em pista mais tempo que os seus adversários e utilizar os pneus macios, na fase final da corrida, quando os seus perseguidores vão ter de recorrer aos pneus médios, mais lentos.

Porém, se a chuva aparecer, toda a estratégia pode ser alterada e a possibilidade de uma surpresa aumenta, com o piloto, que fez questão de ser o primeiro a sair para a pista a confessar que «a minha preocupação era não ter ninguém à minha frente para ter o ar limpo e foi o que sucedeu, pelo que foi uma qualificação perfeita»

E se não foi surpresa o facto dos “flechas pretos” monopolizarem a primeira linha da grelha, confirmando o favoritismo que lhes era atribuído, já o holandês Max Verstappen (Red Bull/Honda) só na derradeira volta conseguiu chegar ao “seu lugar” (3.º), ao suplantar o australiano Daniel Ricciardo (Renault), que colocou um carro da marca francesa, na segunda linha, o que não sucedia desde o GP do Canadá do ano passado.

A terceira linha é partilhada pelos segundos das duas equipas, com o inglês Alexander Albon (Red Bull/Honda) a superiorizar-se ao francês Esteban Ocon (Renault).

Face ao sucedido no treino livre da manhã não surpreendeu que chegassem à Q3 os dois McLaren/Renault e os dois Racing Point/Mercedes, com o espanhol Carlos Sainx (McLaren/Renault) a ser o mais rápido dos quatro, à frente do mexicano Sérgio Perez (Racing Point/Mercedes), enquanto o canadiano Lance Stroll (Racing Point/Mercedes) levou a melhor sobre o inglês Lando Norris (McLaren/Renault).

Os Ferrari, do monegasco Charles Leclerc e do alemão Sebastian Vettel, não chegaram à Q3 e ficaram atrás dos Alpha Tauri/Honda do russo Daniil Kvyat e do francês Pierre Gasly, o que constituiu uma desilusão para a estrutura de Maranello, para quem o fim-de-semana belga está a ser um verdadeiro pesadelo.

GRELHA DE PARTIDA

  Lewis Hamilton
  Mercedes
  1’41,252″
Valtteri Bottas  
Mercedes  
1’41,763″  
  Max Verstappen
  Red Bull/Honda
  1’41,778″
Daniel Ricciardo  
Renault  
1’42,061″  
  Alexander Albon
  Red Bull/Honda
  1’42,264″
Esteban Ocon  
Renault  
1’42,396″  
  Carlos Sainz
  McLaren/Renault
  1’42,438″
Sergio Perez  
Racing Point/Mercedes  
1’42,532″  
  Lance Stroll
  Racing Point/Mercedes
  1’42,603″
Lando Norris  
McLaren/Renault  
1’42,657″  
  Danill Kvyat
  Alpha Tauri/Honda
  1’42,730″
Pierre Gasly  
Alpha Tauri/Honda  
1’42,745″  
  Charles Leclerc
  Ferrari
  1’42,996″
Sebastian Vettel  
Ferrari  
1’43,261″  
  George Russell
  Williams/Mercedes
  1’43,468″
Kimi Raikkonen  
Alfa Romeo/Ferrari  
1’43,743″  
  Romain Grosjean
  Haas/Ferrari
  1’43,838″
Antonio Giovinazzi  
Alfa Romeo/Ferrari  
1’43,950″  
  Nicolas Latifi
  Williams/Renault
  1’44,138″
Kevin Magnussen  
Haas/Ferrari  
1’44,314″  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: