Leiria Sobre Rodas: competição e mostra automóvel

Piloto italiano Massimo “Miki” Biasion, figura emblemática do Campeonato Mundial de Ralis, é uma das presenças garantidas.

(auto.look2010@gmail.com)

A sexta edição do Leiria Sobre Rodas leva àquela cidade, de 12 a 15 de Setembro, vários pilotos de topo do automobilismo e integra, pela primeira vez, uma competição com um prémio monetário, que divide o destaque com a tradicional mostra de veículos.

O piloto italiano Massimo “Miki” Biasion, figura emblemática do Campeonato Mundial de Ralis, é uma das presenças garantidas, assim como os pilotos consagrados Pedro Meireles, Miguel Campos, Rui Madeira, Ricardo Teodósio, Valter Gomes, entre outros que falta confirmar, adiantou Pedro Ortigão, um dos organizadores do Leiria R5 Gold Challenge.

Esta prova, que terá um prémio monetário de 7.500 euros para o primeiro classificado, está integrada no Leiria Sobre Rodas e irá desenrolar-se numa pista com 3,6 quilómetros.

«Foi um desafio que lancei à Câmara Municipal de Leiria e considero que é um projecto inovador, que irá dar o “tiro de partida” num evento que se tem vindo a destacar», referiu Pedro Ortigão.

«Vai ser mais um ano a rolar sobre rodas, depressa, mas bem. Vamos ter uma chuva de estrelas a competir, com a presença de um bicampeão, pessoas do topo do mundo automóvel, e cerca de 400 automóveis e motos em todo o evento», apresentou Filipe Vasconcelos, um dos organizadores do Leiria Sobre Rodas.

O evento deste ano vai assinalar os 120 anos da existência da Renault, 120 anos da Fiat, assim como os 100 anos da Citroën, os 60 anos da Mini, os 120 anos de produção automóvel da Opel e os 70 anos da Abarth, com exposições dedicadas às marcas.

O espaço central do evento continua a ser a Mostra de Veículos, contando anualmente com mais de 400 veículos e motos clássicos e desportivos e um espaço com Super Desportivos, «com marcas “Premium”» como Ferrari, Bentley e Lamborghini. Volta a realizar-se o Passeio de Clássicos, no dia 15 de Setembro, pelas ruas de Leiria.

Gonçalo Lopes, presidente da Câmara de Leiria (PS), organizadora do evento, destacou que este é um evento que tem a «identidade local» e «um impacto muito grande do ponto de vista económico».

«O desporto automóvel, os representantes e as marcas da região, o número de pessoas que vem ao evento e os negócios que resultam da venda de carros são algo de muito importante para a economia da nossa região. Não é só um evento de lazer e desportivo, mas é também um evento económico», sublinhou.

Para o presidente da Câmara, este é «um dos eventos mais importantes para a afirmação de Leiria no contexto nacional, não só na área do desporto, mas sobretudo nesta diferenciação e inovação». «Existem muitos eventos de desporto automóvel, mas não existe um igual ao nosso», rematou.

No primeiro dia, 12, realiza-se a conferência “Bastidores do Rally de Portugal”, organizada pelo Politécnico de Leiria. Estarão presentes dois jornalistas «para falarem como foi a cobertura de um rali nos primórdios, com os telex e fax e como é hoje com toda a tecnologia», explicou o docente do departamento de Engenharia Mecânica, João Fonseca Pereira.

A conferência, que decorre a partir das 17h30 na Escola Superior de Tecnologia e Gestão, abordará ainda o impacto económico do Rali em Portugal, informou o professor.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação