Leclerc conquista “pole” para GP do Mónaco

O piloto monegasco conquistou hoje, nas ruas muito familiares de Monte Carlo, a “pole position” para o Grande Prémio do Mónaco, sétima prova do Mundial de Fórmula 1, numa sessão de qualificação com final atribulado.

PEDRO RORIZ E CARLOS SOUSA (auto.look2010@gmail.com)

Mais rápido na primeira tentativa na Q3, o monegasco Charles Leclerc (Ferrari), que vinha mais rápido que na tentativa anterior, viu a sua segunda tentativa anulada pela exibição da bandeira vermelha, a dois minutos do final da sessão, que não recomeçaria.

Na origem da bandeira vermelha, o facto do mexicano Sergio Perez (Red Bull/Honda) ter batido na curvo do Portier e do espanhol Carlos Sainz (Ferrari), que o seguía a não ter tempo de evitar o embate no carro do mexicano.

Contudo, pelos tempos feitos na Q1, os dois Ferrari vão partir da primeira linha da grelha, com os Red Bull logo atrás e com Sergio Perez à frente do neerlandês Max Verstappen (Red Bull/Honda) que, este fim-de-semana, tem sido batido de forma sistemática pelo seu colega de equipa.

Numa pista em que as ultrapassagens são mais difíceis do que em qualquer outra prova do Mundial, o registo de Charles Leclerc, que estabeleceu a “pole position” com 1m11,376s, deixa o piloto monegasco, de 24 anos, em posição privilegiada para vencer e regressar ao comando do campeonato, no qual está a seis pontos de Max Verstappen.

No ano passado, o piloto monegasco, que alcançou a quinta “pole” desta temporada, em nove corridas, também tinha conquistado o direito de partir na frente, mas um acidente sofrido durante o “warm up” impediu-o de participar na prova.

Os ingleses Lando Norris (McLaren/Mercedes) e George Russell (Mercedes) partilham a terceira linha, com o segundo a ficar dois lugares à frente do seu colega de equipa, o compatriota Lewis Hamilton (Mercedes), que foi outro dos pilotos que viu a segunda tentativa abortada, quando vinha mais rápido que o seu colega de equipa.

Entre os dois Mercedes colocou-se o espanhol Fernando Alonso (Alpine/Renault), com o alenão Sebastian Vettel (Aston Martin/Mercedes) e o francês Estebam Ocon (Alpine/Renault) fecharem o lote de pilotos que chegou ao Q3 que, pela primeira vez, esta temporada, integrou os quatro campeões do mundo que estão em pista.

De referir que o chinês Guanyu Zhou (Alfa Romeo/Ferrari) vai partir, pela primeira vez, no seu ano de estreia, da última posição da grelha, depois de ter sido quatro segundos mais lento que Charles Leclerc, numa confirmação, clara, que a obtenção de bons tempos no traçado monegasco é para quem já lá correu varias vezes e não para quem o faz pela primeira vez.

GRELHA DE PARTIDA

Charles Leclerc
Ferrari SF21/Ferrari
1’11,376″
Carlos Sainz
Ferrari SF21/Ferrari
1’11,601″
Sergio Perez
Red Bull 18/Honda
1’11,629″
Max Verstappen
Red Bull18/Honda
1’11,666″
Lando Norris
McLaren MCL36/Mercedes
1’11,849″
George Russell
Mercedes W13/Mercedes
1’12.112″
Fernando Alonso
Alpine A521/Renault
1’12,247″
Lewis Hamilton
Mercedes W13/Mercedes
1’12,560″
Sebastian Vettel
Aston Martin AMR22/Mercedes
1’12,732″
Esteban Ocon
Alpine A522/Renault
1’13,047″
Yuki Tsunoda
Alpha Tauri AT03/Honda
1’12,797″
Valtteri Bottas
Alfa Romeo C42/Ferrari
1’12,909″
Kevin Magnussen
Haas VF-22/Ferrari
1’12,921″
Daniel Riccardo
McLaren MCL36/Mercedes
1’12,964″
Mick Schumacher
Haas VF-22/Ferrari
1’13,081″
Alexander Albon
Williams FW44/Mercedes
1’13,611″
Pierre Gasly
Alpha Tauri AT02/Honda
1’13,660″
Lance Stroll
Aston Martin AMR22/Mercedes
1’13,678″
Nicholas Latifi
Willaims FW44/Mercedes
1’14,403″
Guayno Zhou
Alfa Romeo C44/Ferrari
1’15,606″

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.