KTM quer ganhar no Red Bull Ring

Uma semana depois as motos voltam ao traçado do Red Bull Ring para mais uma jornada do “Mundial” de MotoGP.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Para a KTM, que “joga em casa”, é a oportunidade para melhorar o quarto lugar alcançado pelo sul-africano Brad Binder (KTM), depois do espanhol Pol Espargado (KTM), seu companheiro na equipa oficial, e o português Miguel Oliveira (KTM), piloto da Tech3, se terem desentendido e caído, quando estavam a caminho de lutar pelos lugares do pódio. Para Miguel Oliveira «o importante é esquecer o que se passou e pensar no que se segue, pelo que quero terminar a corrida e marcar pontos».

Para a marca austríaca a esperança de um bom resultado mantêm-se, face à evolução que vem revelando e traduzida na primeira vitória na categoria rainha conquistada pelo sul-africano, no traçado de Brno, que antecedeu a dupla visita ao Red Bull Ring.

E se, no passado domingo, o quarto lugar de Brad Binder foi consequência das muitas situações complicadas que aconteceram em pista, já as quedas do espanhol e do português, que estavam à frente do sul-africano, impediram um bom resultado de conjunto, que a marca quer alcançar desta vez.

Entretanto, o francês Johann Zarco (Ducati) foi operado, ontem, ao escafoide direito em consequência do acidente com Franco Morbidelli (Yamaha) e não foi autorizado a alinhar nos treinos livres.

Com objectivo de acalmar os ânimos, os Comissários Desportivos vão ouvir todos os envolvidos nos acidentes do passado domingo, visando o aumento da segurança, uma vez que em situações semelhantes a sorte verificada no domingo, em que tudo não passou de um susto, muito dificilmente se voltará a repetir.

Em Moto2 o italiano Luca Marini (Kalex) inicia o fim-de-semana no comando do campeonato, com cinco pontos de avanço sobre o seu compatriota Enea Bastianini (Kalex), que caiu no domingo e provocou o primeiro susto, quando o malaio Hafizh Syahrin (Speed Up) “atropelou” a mota do italiano que ficou no meio da pista.

O espanhol Jorge Martin (Kalex), terceiro do campeonato, parte moralizado pela vitória de domingo e desejoso de a repetir para diminuir os 19 pontos de atraso que tem para Luca Marini.

Com três vitórias (Qatar, Jerez e Red Bull-Ring), em cinco corridas, a que junta um segundo lugar (Brno), o espanhol Albert Arenas (KTM) domina o “Mundial” de Moto3 e pode repetir o triunfo de domingo, sendo certo que, a exemplo do que tem sucedido nas corridas anteriores, o grupo da frente será compacto e tudo se decidirá nos derradeiros metros.

CLASSIFICAÇÕES DOS “MUNDIAIS”

PILOTOS

MotoGP – 1.º, Fábio Quartararo, 67 pontos; 2.º, Andrea Dovisioso, 56; 3.º, Maverick Viñales, 48; 4.º, Brad Binder, 41; 5.º, Valentino Rossi, 38; 6.º, Takaaki Nakagami, 37; 7.º, Jack Miller, 36; 8.º, Franco Morbidelli, 31; 9.º, Joan Mir, 31; 10.º, Johann Zarco, 28; …; 14.º, Miguel Oliveira, 18. Estão classificados mais oito pilotos

Moto2 – 1.º, Luca Marina, 78 pontos; 2.º, Enea Bastianini, 73; 3.º, Jorge Martin, 59; 4.º, Sam Lowes, 59; 5.º, Tetsuta Nagashima, 55; 6.º, Aron Canet, 43; 7.º, Mauro Bezzecchi, 40; 8.º, Xavi Vierge, 36; 9.º, Joe Roberts, 35; 10.º, Lorenzo Baldassarri, 33. Estão classificados mais 16 pilotos

Moto3 – 1.º, Albert Arenas, 95 pontos; 2.º, John McPhee, 67; 3.º, Ai Ogura, 65; 4.º, Tatsuki Suzuki, 50; 5.º, Raul Fernandez, 43; 6.º, Celestino Vietti, 41; 7.º, Tony Arbolino, 40; 8.º, Jaume Masia, 39; 9.º, Gabriel Rodrigo, 35; 10.º, Dennis Foggia, 32. Estão classificados mais 14 pilotos

MARCAS

Moto GP – 1.º Yamaha, 81 pontos; 2.º, Ducati, 67; 3.º, KTM, 57; 4.º, Suzuki, 44; 5.º, Honda, 37; 6.º, Aprilia, 16

Moto2 – 1.º Kalex, 125 pontos; 2.º, Speed Up, 48; 3.º, MV Agusta, 13; 4.º, NTS, 9

Moto3 – 1.º, KTM, 111 pontos; 2.º, Honda, 110;  3.º, Husqvarna, 17

EQUIPAS

MotoGP – 1.º Petronas Yamaha SRT, 98 pontos; 2.º, Monster Energy Yamaha MotoGP, 86; 3.º, Ducati Team, 76; 4.º, Red Bull KTM Factory Racing, 60; 5.º, Team Suzuki Ecstar, 50; 6.º, Pramac Racing, 49; 7.º LCR Honda, 44; 8.º, Esponsorama Racing, 35; 9.º, Red Bull KTM Tech3, 25; 10.º, Aprilia Racing Team Gresini, 18; 11.º, Repsol Honda Team, 16

Moto2 – 1.º, Sky Racing Team VR46, 118 pontos; 2.º, Red Bull KTM Ajo, 114; 3.º, EG 0,0 Marc VDS, 84; 4.º, Italtrans Racing Team, 73; 5.º, Open Aspar Team Moto2, 60; 6.º Liqui Moly Intact GP, 56; 7.º, Petronas Sprinta Racing, 40; 8.º, Flexbox HP 40, 38; 9.º, Tennor American Racing, 36; 10.º, Onexox TKKR SAG Team, 25; 11.º, Beta Tools Speed Up. 22; 12.º, MV Agusta Forword Racing, 14; 13.º, NTS RW Racing GP, 9; 14.º, Federal Oil Gresini Moto2, 8; 15.º, Idemitsu Honda Team Asia, 3.

Moto3 – 1.º, Valresa Aspar Team, 108 pontos; 2.º, Leopard Racing, 71; 3.º, SIC58 Squadra Corse, 71; 4.º, Petronas Sprinta Racing, 67; 5.º, Honda Team Ásia, 65; 6.º, Kommerling Gresini Moto3, 65; 7.º, Sky Racing Team VR46, 60; 8.º, Red Bull KTM Ajo, 55; 9.º, Rivacold Snipers Team, 48; 10.º, CIP Green Power, 27; 11.º, Red Bull KTM Tech 3, 21; 12.º, Estrella Galicia 0,0, 20; 13.º, Sterilgarda Max Racing Team, 19; 14.º Reale Avintia Moto3, 3.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: