Kombi é o novo inquilino do Museu do Caramulo

O Museu do Caramulo viu a sua colecção permanente de automóveis reforçada pela Volkswagen Kombi (T2b) de 1975 que esteve ao serviço da companhia de seguros “A Mundial” na Base Militar Americana das Lages.

(auto.look2010@gmail.com)

Denominada de Kombi, Samba, Microbus, Camper ou Bulli, dependendo do país importador, foi o segundo modelo produzido pela marca logo depois do famoso Type 1, mais conhecido como “carocha”. Este exemplar pertence à segunda geração do modelo lançado a 8 de Março de 1950, foi produzido a partir de 1967, terminando o seu ciclo de produção em 1979.

É o veículo comercial que mais tempo esteve em produção nas suas múltiplas configurações, tendo as últimas 1.200 unidades a nível mundial sido produzidas recentemente no Brasil, no ano de 2013, pondo fim a um ciclo de 63 anos de história.

Com um motor traseiro refrigerado a ar e uma capacidade de carga standard de 960 kg, chegando aos 1000 kg de capacidade quando retirados os bancos traseiros.

Esta “pão-de-forma”, como também é conhecida no nosso país, foi adquirida em 1975 pela seguradora, no âmbito da apólice do seguro de acidentes de trabalho, dos cerca de dois mil trabalhadores civis ao serviço da Base Militar Americana das Lages, e tinha como função assegurar um eventual serviço de evacuação de feridos naquela unidade militar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *