Kimi Raikkonen deixa a Fórmula 1 no final da época

Piloto finlandês conta com 20 anos no grande “circo”, tendo passado por equipas como a Red Bull Sauber Petronas, Ferrari, a McLaren Mercedes, Lotus e agora a Alfa Romeu. Raikkonen sagrou-se campeão do mundo em 2007, tendo somado 21 vitórias.

(auto.look2010@gmail.com) – Fotos MARCO ALPOZZI/LAPRESSE

Kimi Räikkönen, que defende as cores da Alfa Romeo Racing ORLEN, anunciou que irá abandonar a Fórmula 1 no final da temporada de 2021. O finlandês, actualmente o piloto mais experiente da grelha, com um total 344 participações em Grandes Prémios, abandonará a disciplina após um recorde de 19 temporadas, nas quais venceu 21 corridas, um Campeonato do Mundo e o coração e admiração de milhões de fãs em todo o mundo.

O finlandês fez a sua estreia em 2001 com a equipa Sauber F1, ajudando o construtor suíço a conquistar um quarto lugar no campeonato, o melhor resultado à época, antes de se mudar para a McLaren e Ferrari. Após um hiato de dois anos, em 2010 e 2011, regressou à Fórmula 1 com a Lotus, antes de voltar para a Ferrari.

Regressou depois a Hinwil para competir durante mais três temporadas com a Alfa Romeo Racing ORLEN, fechando, assim, de forma perfeita, um círculo completo de uma impressionante carreira.

«A Alfa Romeo Racing ORLEN gostaria de expressar toda a sua gratidão a Kimi pelas incríveis temporadas passadas em conjunto nestas duas etapas, pela ética de trabalho, pela paixão pela competição, pela determinação em ser bem-sucedido desde o seu primeiro teste em Fiorano até às reuniões pós-corrida da semana passada, e por ser uma pessoa única, sempre fiel a si mesmo, algo que cativou todos aqueles que com ele trabalharam», anunciou a Alfa Romeo em comunicado enviado ao autolook.pt.

A equipa «deseja o melhor para Kimi neste merecido final de carreira, sabendo que ele e a sua família irão apreciar muito a sua presença em casa após lhe ser mostrada a sua última bandeira de xadrez em Abu Dhabi». «Até lá, estamos entusiasmados por concluir, com sucesso e em conjunto, a temporada de 2021, para assim encerrar, como merece, tão ilustre carreira», adiantou a marca.

«Kimi é uma lenda do desporto e foi fantástico para Alfa Romeo poder fazer parte da sua viagem. Ele sempre foi uma estrela, tanto ao volante como nas nossas campanhas de “marketing”, provando ser um fenómeno em pista, rápido e determinado. O “IceMan” será, para sempre, um marco na gloriosa história da Alfa Romeo», sublinhou Jean Philippe Imparato, CEO da Alfa Romeo.

Frédéric Vasseur, director da equipa Alfa Romeo Racing ORLEN, diz que «não há, em lado nenhum, outro piloto como Kimi Räikkönen». «A sua presença, o seu carisma e a sua atitude única, aliados à habilidade inata, que fez com que esta equipa lhe desse uma oportunidade em 2001, fizeram dele uma lenda do nosso desporto, de tal forma que até os números e as estatísticas têm dificuldade em transmiti-lo. Foi um prazer trabalhar com ele nestes anos e creio falar em nome de todos na Alfa Romeo Racing ORLEN, desde as nossas instalações em Hinwil, até à boxe aqui em Zandvoort, quando digo que um piloto como Kimi escreveu algumas páginas indeléveis da história da nossa equipa e do nosso desporto», finalizou Frédéric Vasseur.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *