Kika Henriques ao ritmo da nova (H)onda

Aos 14 anos de idade e com um crescimento exponencial, a jovem piloto da Lousã aposta no Sprint Enduro com uma Honda CRF 150 preparada pela Lousamotos para adquirir experiência entre as senhoras das duas rodas…

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt)

A onda de entusiasmo em redor das corridas de Sprint Enduro está a espraiar-se no país à beira-mar plantado, e Kika Henriques reforça esse incremento aos comandos de uma Honda CRF 150. São cada vez mais os pilotos e adeptos que abraçaram esta disciplina das duas rodas, motivando os novos talentos.

A jovem piloto da Lousã, que o ano passado fez a sua estreia no Sprint Enduro em Cantanhede, prolongando em Castelo Branco, está muito feliz e bastante motivada «por estar de novo a competir, mas com a consciência de assimilar a aprendizagem, em que a categoria de senhoras é composta por profissionais com desmedida experiência».

Pese embora a enorme diferença relativamente às adversárias circunstanciais, bem como entre o Sprint Enduro e Mini Enduro, o estado de espírito de Kika Henriques é soberbo e, na Serra da Atalhada, no concelho de Penacova, a mais nova piloto em pista entre as senhoras não a faz desalentar na ambição.

«A experiência adquire-se com grandes doses de competição e, este domingo, esse desiderato amplifica-se. O Sprint Enduro é muito mais exigente relativamente ao Mini Enduro, pelo que não vou desperdiçar a oportunidade para compreender ainda melhor a performance des disciplina das duas rodas», ripostou a jovem piloto lousanense.

Para “mergulhar” na onda de inspiração na prova do Alhastro Clube de Todo-o-Terreno (ACTT) – liderada pelo experiente Eugénio Cação –, Kika Henriques tem à sua inteira disposição uma Honda CRF 150 preparada pela Lousamotos no sentido de encarar este novo compromisso.

Para a prova penacovense, a piloto da Lousã, apoiada por Kenny Racing, CFL offroad, Bandeira Seguros, Publiseg, Motowash, Crosspro, AAB, DPX, Sociedade Comercial do Vouga, Lousamotos, Fuchs Silkolene, Lousani, Trevipack, Móveis Vasco e CAL, não descura a discussão dos lugares da frente, mas o principal factor passa por angariar experiência quanto baste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *