Kalle Rovanpera procura sexto triunfo em… “casa”

O jovem piloto finlandês abre a estrada aos comandos de um Toyota GR Yaris Rally1, que pode muito bem ser o seu grande adversário na “sua” prova. O objetivo do nórdico passa por alcançar o sexto triunfo da época em curso.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Com cinco vitórias, em sete ralis, e a “jogar em casa”, os finlandeses preparam-se para festejar a sexta vitória do jovem finlandês Kalle Rovanpera (Toyota GR Yaris Rally1) que, em breve, será campeão do mundo, antes do final da temporada.

Contudo, esta poderá ser a prova mais difícil para Kalle Rovanpera, que, uma vez mais, vai abrir a estrada e poderá chegar ao final do primeiro dia com um atraso superior a que teve em provas como Portugal, Quénia e Estónia, onde conseguiu anulá-lo,

Desta feita deverá ser mais complicado, mas vai depender, em grande escala, da maneira como conseguir minimizar o atraso no primeiro dia. Face à superioridade que a Toyota tem revelado, será o inglês Elfyn Evans (Toyota GR Yaris Rally1) o seu mais directo opositor, com Elfyn Evans a continuar à procura da primeira vitória do ano, depois de ter sido segundo por três vezes (Portugal, Quénia e Estónia).

Com a Ford incapaz de acompanhar a concorrência, desde que não conte com o francês Sébastian Loeb, caberá à Hyundai Motorsport tentar contrariar a superioridade da marca nipónica. O estónio Ott Tanak (Hyundai i20 N Rally1) e o belga Thierry Neuville (Hyundai i20 N Rally1) são os “pontas de lança” do construtor sul-coreano, com o estónio a ser um dos dois, o outro é Sebastien Loeb (Monte Carlo), que colocou em causa a superioridade de Kalle Rovanpera, com o piloto da Toyota a triunfar na Itália (Sardenha).

Centrado em Jyvaskila, como é tradicional, a prova finlandesa arranca na quinta-feira, com uma Super Especial (3,48 km), que serve de apresentação às 45 equipas inscritas.

Na sexta-feira, para além da repetição da Super Especial da véspera, ainda que mais curta que a versão anterior, o programa integra, ainda, uma dupla passagem por quatro especiais, uma delas com 21,69 km, que é a mais extensa da prova.

Sábado, nova dupla passagem por quatro classificativas, três delas com mais de 20 km, para o rali terminar no domingo, com nova dupla passagem mas, apenas, por duas provas de classificação. Como sempre, o Rali da Finlândia vai ser uma prova rápida e com saltos que são míticos na prova finlandesa.

CLASSIFICAÇÕES DOS CAMPEONATOS

PILOTOS – 1.º Kalle Rovanpera, 175 pontos; 2.º, Thierry Neuville, 92; 3.º, Elfyn Evans, 79; 4.º, Ott Tanak, 77; 5.º, Takamoto Katsuta, 73; 6.º, Craig Breen, 60; 7.º, Sébastien Loeb, 35; 8.º, Dani Sordo, 34; 9.º, Sébastien Ogier, 34; 10.º, Gus Greensmith, 28; 1.º, Esapekka Lappi, 27; 12.º, Andreas Mikkelsen,19; 13.º, Pierre-Louis Loubet, 18; 14.º, Oliver Solberg, 9; 14.º, Adrien Fourmaux, 9; 16.º, Yohan Rossel, 7; 17.º, Jourdan Serderidis, 6; 17.º, Kajetan Kajetanowicz, 6; 17.º, Nikolay Gryazin, 6; 20.º, Ole Christian Veiby, 4; 20.º, Emil Lindholm, 4; 22.º, Jari Huttunen, 3; 23.º, Erik Cais, 2; 23.º, Jan Solans, 2; 23.º, Teemu Suninen, 26.º, Egon Kaur, 1

NAVEGADORES – 1.º Jonne Halttunen, 175 pontos; 2.º, Martijn Wydaeghe, 92; 3.º, Scott Martin, 79; 4.º, Ott Tanak, 77; 5.º, Aaron Johnston, 73; 6.º, Paul Nagle, 60; 7.º, Isabelle Gamiche, 35; 8.º, Cândido Carrera, 34; 9.º, Benjamin Veillas, 34; 10.º, Jonas Andersson, 28; 11.º, Janne Ferm, 27; 12.º, Torstein Eriksen,19; 13.º, Vincent Landais, 18; 14.º, Elliott Edmondson, 9; 14.º, Alexandre Coria, 9; 16.º, Valentin Sarreaud, 7; 17.º, Maciej Szczepaniak, 6; 17.º, Konstantin Aleksandrov, 6; 17.º, Frédéric Miclotte, 6; 20.º, Stig Rune Skjaermoen, 4; 20.º, Reeta Hamalainen, 4; 22.º, Mikko Lukka, 3; 23.º, Petr Tesinsky, 2; 23.º, Rodrigo Sanjuan, 2; 23.º, Mikko Markkula, 2; 26.º, Silver Simm, 1

MARCAS – 1.º, Toyota Gazoo Racing World Rally Team, 298 pontos; 2.º, Hyundai Shell Mobis World Rally Team, 211; 3.º, M-Sport Ford World Rally Team, 157; 4.º, Toyota Gazoo Racing World Rally Team NG, 80.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.