Kalle Rovampera já lidera o Rali da Acrópole

Menos de quatro segundos separam os três primeios classificados na prova grega, com Ott Tanak e Sébastien Ogier na peugada do jovem piloto finlandês.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Ott Tanak e Martin Jarveoja (Hyundai i20 Coupé WRC)

O finlandês Kalle Rovampera (Toyota Yaris WRC) terminou hoje o Rali da Acrópole no comando da prova, com menos de quatro segundos de vantagem sobre o estónio Ott Tanak (Hyundai i20 Coupé WRC) e o francês Sébastien Ogier (Toyota Yaris).

Este último conseguiu neutralizar o facto de abrir a estrada e ficou a uma curta distância do primeiro lugar, posição que poderá recuperar, amanhã, quando não tiver de abrir a estrada.

A prova começou mal para o inglês Elfyn Evans (Toyota Yaris WRC) que, logo a abrir, penalizou quatro minutos (40 segunos em termos de classificação) por ter ficado com a caixa de velocidades bloqueada, para depois “arrastar-se” até ao final do dia, uma vez que não havia paragem no Parque de Assistência ao longo de todo o dia, com as penalizações a acumularem-se ao longo das especiais.

Sébastien Ogier e Julien Ingrassia (Toyota Yaris WRC)

Mais tarde seria o belga Thierry Neuville (Hyundai i20 Coupé WRC) a penalizar 24 minutos (quatro minutos em termos de classificação) para resolver um problema de direcção assistida. Os dois pilotos, por sinal, tinham sido os mais directos perseguidores de Sébastien Ogier no campeonato, comprometendo, talvez de forma definitiva, a hipótese de impedir o francês de somar mais um título.

De forma surpreendente é o boliviano Marco Bulacia Wilkinson (Skoda Fabia Rally2) que comanda entre os RC2, com 5,4” de vantagem sobre o norueguês Andreas Mikkelsen (Skoda Fabia Rally2 Evo), que viu o seu compatriota Mads Ostberg (Citroen C3 Rally2) renunciar com problemas de transmissão.

Amanhã os concorrentes vão percorrer seis especiais, duas delas repetidas, as mais extensas da prova, o que pode provocar mudanças na classificação, embora Sébastien Ogier esteja em posição de poder gerir a sua prova sem correr riscos face ao atraso dos seus mais directos perseguidores em termos de campeonato.

Classificação após seis especiais – 1.º, Kalle Rovampera/Jonne Halttunen (Toyota Yaris WRC), 1.01’57,1”; 2.º, Ott Tanak/Martin Jarveoja (Hyundai i20 Coupé WRC), a 3,7”; 3.º, Sébastien Ogier/Julien Ingrassia (Toyota Yaris WRC), a 3,9”; 4.º, Dani Sordo/Candido Carrera (Hyundai i20 Coupé WRC), 23,9”; 5.º, Adrien Fourmaux/Renaud Jamoul (Ford Fiesta WRC), a 54,2”; 6.º, Gus Greensmith/Chris Patterson (Ford Fiesta WRC), a 1’23,3”; 7.º, Marco Bulacia Wilkinson/Marcelo Der Ohannesian (Skoda Fabia Rally2 Evo), a 2’40,9” (1.º RC2); 8.º, Andreas Mikkelsen/Elliott Edmondson (Skoda Fabia Rally2 Evo), a 2’46,3”; 9.º, Chris Ingram/Ross Whittock (Skoda Fabia Rally2 Evo), a 2’52,7”; 10.º, Kajetan Kajetanowicz/Maciej Szczepaniak (Skoda Fabia Rally2), a 3’03,1”. Estão classificadas mais 32 equipas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *