Kalle Rovampera ficou mais perto da vitória

O piloto finlandês terminou o primeiro dia do Rali Safari, no Quénia, na frente da classificação, depois de o anterior líder, o francês Sébastien Ogier ter tido um furo na última especial do dia. Rovanperä concluiu o dia com o tempo de 1h20m58,1s.

PEDRO RORIZ E CARLOS SOUSA (auto.look2010@gmail.com)

Elfyn Evans e Scott Martin (Toyota GR Yaris Rally1)

Quando se esperava que o comandante do campeonato fosse penalizado pelo facto de abrir a estrada, Kalle Rovampera (Toyota GR Yaris Rally1) terminou o segundo dia do Safari Rali do Quénia no comando. Depois de ter sido o mais rápido em metade das especiais do dia, com destaque por o ter feito na classificativa mais extensa (31,25 km) da prova, o piloto finlandês acabou o dia com 22,4 segundos de vantagem sobre Elfyn Evans (Toyota GR Yaris Rally1).

O piloto inglês, que tinha terminado a manhã no comando, viu-se desalojado do primeiro lugar na primeira prova de classificação da tarde, onde foi vítima de um furo, por Sébastien Ogier (Toyota GR Yaris Rally1). O piloto francês perdeu a primeira posição no derradeiro troço do dia, onde a mudança de um pneu furado o fez perder mais de dois minutos para os mais rápidos e descer para sexto da geral.

Ott Tanak e Martin Jarveoja (Hyundai i20 N Rally1)

Após os problemas de caixa de velocidades sentidos durante a manhã, o estónio Ott Tanak (Hyundai i20 N Rally1) viu a assistência resolver a situação e pode recuperar até ao terceiro lugar, posição em que acabou o dia, a escassos 2,9 segundos do piloto da Toyota Gazoo Racing.

Pelo caminho ficou o francês Sébastien Loeb (Ford Puma Rally1) que viu o carro pegar fogo no final da última classificativa da manhã, com a equipa a tentar levá-lo até ao Parque de Assistência, em modo eléctrico, não conseguindo e engrossou a lista de abandonos.

Neste lote inclui-se, também, o irlandês Craig Breen (Ford Puma Rally1), que ficou sem direcção assistida, no último troço do dia, num dia que foi complicado para a marca oval, que começou por ver o inglês Gus Greensmith furar e depois viu os restantes três pilotos abandonar, com o francês Adrien Fourmaux a ser traído pela mecânica do início da tarde.

Tudo na mesma, entre os RC2, com o abandono de vários Rally1, a permitirem ao polaco Kajetan Kajetanowicz (Skoda Fabia Rally2 Evo) e ao americano Sean Johnston (Citroen C3 Rally2), passarem a integrar o lote dos 10 mais rápidos, com o polaco a terminar o dia com 1’13,5” de avanço sobre o seu adversário. Para este sábado disputam-se 150,88 quilómetros cronometrados, divididos por seis especiais.

PROGRAMA PARA SÁBADO (25 DE JUNHO)

PEC 8 – Soysambu 1 (29.32 km/06h06)

PEC 9 – Elmenteita 1 (15.08 km/07h08)

PEC 10 – Sleeping Warrior 1 (31.04 km/08h01)

PEC 11 – Soysambu 2 (29.32 km/12h07)

PEC 12 – Elmenteita 2 (15.08 km/13h08)

PEC 13 – Sleeping Warrior 2 (31.04 km/14h01)

Classificação após sete especiais – 1.º Kalle Rovampera/Jonne Halttunen (Toyota GR Yaris Rally1), 1.20’58,1”; 2.º, Elfyn Evans/Scott Martin (Toyota GR Yaris Rally1), a 22,4”; 3.º, Ott Tanak/Martin Jarveoja (Hyundai i20 N Rally1), a 25,3”; 4.º, Takamoto Katsuta/Aaron Johnston (Toyota GR Yaris Rally1), a 26,6”; 5.º, Thierry Neuville/Martijn Wydaeghe (Hyundai i20 N Rally1), a 57,5”; 6.º, Sébastien Ogier/Benjamin Veillas (Toyota GR Yaris Rally1), a 2’08,2”; 7.º, Oliver Solberg/Elliott Edmondson (Hyundai i20 N Rally1), a 4’27,1”; 8.º, Kajetan Kajetanowicz/Maciej Szczepaniak (Skoda Fabia Rally Evo), a 9’51,1” (1.º RC2); 9.º, Craig Breen/Paul Nagle (Ford Puma Rally1), a 10’24,6”; 10.º, Sean Johnston/Alexander Kiruhani (Citroen C3 Rally2), a 11’04,6”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.