José Pedro Fontes de regresso às vitórias

Iniciando o dia ao ataque, em que venceu quatro das seis especiais efectuadas – apenas perdeu a primeira e a última –, José Pedro Fontes (Citroën C3 Rally2) regressou ao lugar mais alto do pódio, no Rali da Água – CIM Alto Tâmega.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com) – Fotos: JORGE CUNHA E ALBANO LOUREIRO / AIFA

A quinta prova pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralis, disputada nos concelhos transmontanos de Chaves e Boticas, ditou o triunfo do portuense José Pedro Fontes, de onde estava afastado desde o Rali Vidreiro de 2019. Tratou-se da 16.ª vitória e que lhe permite igualar o número de triunfos de Miguel Campos e Mário Silva. Inês Ponte, a sua navegadora, vence pela 11.ª vez e a marca francesa regista o 31.º triunfo no Campeonato de Portugal, primeiro com a actual viatura.

À partida para o segundo dia da prova transmontana, depois do que se vira na véspera, esperava-se um duelo intenso entre Armindo Araújo (Skoda Fabia Rally2 Evo) e Bruno Magalhães (Hyundai i20 R5) que, logo na primeira especial do dia, ascendeu ao comando da prova, desalojando o piloto da marca checa da primeira posição que ocupara ao longo do dia inaugural.

Bruno Magalhães manteve o comando até ao final da primeira volta pelas três classificativas do dia, mas o ataque de José Pedro Fontes foi arrasador e logo na primeira especial da tarde saltou para o primeiro lugar, posição que manteve até final, à frente do piloto da marca sul-coreana que, em Fafe, deverá estrear a mais recente versão do Hyundai.

Armindo Araújo completou o pódio e conserva o comando do campeonato, agora com quatro pontos de avanço sobre Ricardo Teodósio (Skoda Fabia Rally2 Evo), quarto, mas vencedor da “Power Stage”, com Bruno Magalhães a reduzir para 12 pontos o atraso em relação ao campeão nacional, quando faltam três provas para a temporada terminar.

Carlos Fernandes (Peugeot 208 Rally4) impôs-se nas duas rodas motrizes que venceu com 3,7” de vantagem sobre Luís Delgado (Peugeot 208 Rally4), com os dois a terminarem no lote dos 10 primeiros.

Vítor Pascoal (Porsche 991 GT3 Cup) venceu entre os RGT, enquanto Nuno Carreira (Subaru Impreza WRX STi) triunfou entre os Clássicos

Ficha da prova

Prova – Rali da Água – CIM Alto Tâmega

Data – 4/5 de Setembro

Organizador – Clube Aventura do Minho

Estrutura – 284,24 km divididos por cinco secções: Chaves – Chaves (58,09 km); Chaves – Chaves (19,64 km); Chaves – Chaves (101,76 km); Chaves – Boticas (70,85 km); Boticas – Chaves (33,90 km)

PC – 9 (2 + 1 + 3 + 2 + 1)

Extensão das PC – 106,11 km (28,70 km + 2,45 km + 37,48 km + 24,68 km + 12,80 km)

Percentagem das PC – 37,33 %

Inscritos – 47 (10 RC2, 4 RC2N, 17 RC3, 4 RC4, 3 RC5, 2 RGT, 7 CLA)

Participantes – 47 (10 RC2, 4 RC2N, 17 RC3, 4 RC4, 3 RC5, 2 RGT, 7 CLA)

Classificados – 37 (9 RC2, 1 RC2N, 14 RC3, 4 RC4, 3 RC5, 2 RGT, 4 CLA)

Comandantes sucessivos

Absoluto – Armindo Araújo, da 1.ª à 3.ª PC; Bruno Magalhães, da 4.ª à 6.ª PC; José Pedro Fontes, da 7.ª à 9.ª PC

RC2 – Armindo Araújo, da 1.ª à 3.ª PC; Bruno Magalhães, da 4.ª à 6.ª PC; José Pedro Fontes, da 7.ª à 9.ª PC

RC2N – Fernando Teotónio, da 1.ª à 3.ª PC; Alexandrino Dinis, na 4.ª e 5.ª PC; Paulo Barata, da 6.ª à 9.ª PC

RC3 – Daniel Nunes, da 1.ª à 9.ª PC

RC4 – Carlos Fernandes, da 1.ª à 9.ª PC

RC5 – Pedro Ruivo, da 1.ª à 4.ª PC; Miguel Abrantes, da 5.ª à 9.ª PC

RGT – Vítor Pascoal, da 1.ª à 9.ª PC

CLA – Nuno Carreira, da 1.ª à 9.ª PC

Vencedores

Absoluto – José Pedro Fontes/Inês Ponte (Citroen C3 Rally2)

RC2 – José Pedro Fontes/Inês Ponte (Citroen C3 Rally2)

RC2N – Adruzilo Lopes/Paulo Silva (Mitsubishi Lancer X)

RC3 – Daniel Nunes/Nuno Mota Ribeiro (Ford Fiesta Rally3)

RC4 – Carlos Fernandes/Valter Cardoso (Peugeot 208 Rally4)

RC5 – Filipe Carvalho/Maria Carvalho (Kia Picanto)

RGT – Vítor Pascoal/Ricardo Faria (Porsche 991 GT3 Cup)

CLA – Nuno Carreira/Danny Carreira (Subaru Impreza WRXSTi)

Classificação

POS. EQUIPA CARRO TEMPO
1.º José Pedro Fontes/Inês Ponte Citroen C3 Rally 2 58’53,0″
2.º Bruno Magalhães/Carlos Magalhães Hyundai i20 R5 a 3,5″
3.º Armindo Araújo/Luís Ramalho Skoda Fabia Rally2 Evo a 12,5″
4.º Ricardo Teodósio/José Teixeira Skoda Fabia Rally2 Evo a 15,6″
5.º Bernardo Sousa/Vítor Calado Skoda Fabia R5 a 1’14,2″
6.º Iago Camaaño/Javier Varela Citroen C3 Rally 2 a 2’51,9″
7.º Manuel Castro/Ricardo Cunha Skoda Fabia R5 a 3’23,6″
8.º Carlos Fernandes/Valter Cardoso Peugeot 208 Rally4 a 4’19,2″
9.º Luís Delgado/Jorge Henriques Peugeot 208 Rally4 a 4’22,9″
10.º Paulo Neto/Vítor Hugo Skoda Fabia R5 a 4’23,5″

Os mais rápidos

1.º 2.º 3.º 4.º 5.º 6.º
José Pedro Fontes 4 1 3 1 0 0
Bruno Magalhães 2 5 2 0 0 0
Ricardo Teodósio 2 2 2 3 0 0
Armindo Araújo 2 1 2 4 0 0
Bernardo Sousa 0 0 0 0 7 2
Pedro Meireles 0 0 0 0 2 1
Iago Camaaño 0 0 0 0 0 3
Manuel Castro 0 0 0 0 0 3

Classificação do Campeonato

1.º, Armindo Araújo, 105 pontos; 2.º, Ricardo Teodósio, 101; 3.º, Bruno Magalhães, 93; 4.º, José Pedro Fontes, 84; 5.º, Bernardo Sousa, 67; 6.º, Miguel Correia, 40; 7.º, Paulo Neto, 40; 8.º, Pedro Meireles, 18; 9.º, Manuel Castro, 16; 10.º, Diogo Salvi, 8.

Próxima prova – Rali Serras de Fafe e Felgueiras, a 2 e 3 de Outubro, organizada pelo Demoporto e pontuável, também, para o Campeonato de Europa (ERC).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *