Jorge Machado eleva a fasquia nos S1600

Ao segundo ano entre o “pelotão dos duros”, o lousadense do Citroën C2 sente-se ainda mais capaz de ombrear com todo o feroz pelotão dos S1600 e conquistar um lugar ao sol.

(auto.look2010@gmail.com)

2020 marcou o ingresso de Jorge Machado na Divisão S1600 que é considerada, com toda a lógica, a mais competitiva do PTRX. Perante tal desafio, seria natural que a época fosse encarada como de aprendizagem se, pressão quanto a resultados. Mas Jorge Machado foi muito além da evolução e, mercê das suas exibições de grande nível, o piloto de Lousada terminou o ano num brilhante 3.º lugar da geral.

Para 2021, o piloto não exagera na fasquia e afirma ser «uma época para dar continuidade ao trabalho realizado em 2020». «Tudo indica que o nível geral de competitividade ainda vai aumentar e perante um cenário de duas dezenas de participantes, temos a perfeita noção de que a tarefa de nos mantermos nos lugares de topo ficou ainda mais difícil».

Mas, isso não assusta Jorge Machado que confia «na minha equipa e no Citroën C2 para estarmos à altura do desafio». «Vamos atacar o campeonato prova a prova, evitando sobressaltos e tentando estar sempre no sítio certo para pontuar forte e nos colocarmos na luta pelos lugares do topo da tabela em cada corrida e, no final, na decisão do campeonato».

O Campeonato de Portugal de Ralicross by Diatosta arranca este fim-de-semana, no Eurocircuito da Costilha, em Lousada, sob a égide do Clube Automóvel de Lousada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *