Joaquim Rodrigues Jr. temeu hoje pela vida

O piloto de Baracelos, que perdeu o cunhado, Paulo Gonçalves, na sequência de uma queda durante a 7.ª etapa da edição de 2020 do Dakar, considerou hoje que os pilotos das motos arriscaram a vida na sexta etapa da 44.ª edição do Dakar, neutralizada ao quilómetro 101.

(auto.look2010@gmail.com)

Joaquim Rodrigues Jr. (Hero) fechou o dia como melhor português, na 10.ª posição das duas rodas, a 4m29s do vencedor, o australiano Daniel Sanders (Gas Gas), mas concordou com a decisão da organização.

«Era uma etapa muito perigosa. Arriscávamos a nossa vida. Ainda bem que perceberam. Queixámo-nos no reabastecimento e ainda bem que cancelaram o resto do percurso. Eram as nossas vidas que estavam em causa e não valia a pena», disse o piloto natural de Barcelos à chegada ao acampamento.

Recorde-se que Joaquim Rodrigues Jr. perdeu o cunhado, o piloto Paulo Gonçalves, na sequência de uma queda durante a sétima etapa da edição de 2020 da prova. O piloto barcelense, que tinha caído na véspera, ficou dorido das costas, esperando agora recuperar este sábado durante o dia de descanso.

«Agora vamos ter o dia de descanso e tentar recuperar o corpo. Naturalmente que ainda estou dorido. Espero sentir-me melhor. Espero ter uma segunda semana sem grandes tormentos», disse o piloto da indiana Hero MotoSports Team Rally.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.