João Rolo: “missionário” nocturno por África

Piloto de Anadia cumpre mais uma edição da Africa Eco Race, embora a edição deste ano seja a mais difícil de todas, com muitas histórias de suor para contar. Depois de uma noite em aceleração contínua, João Rolo já se fez à estrada.

CARLOS SOUSA (auto.look2010@gmail.com)

Africa Eco Race tem sido um verdadeiro inferno para pilotos e máquinas. Que o diga o português João Rolo que, este ano, tem sofrido na pele algumas traições da mecânica, num conflito de interesses. A KTM teima em dar que fazer e o piloto de Anadia não se conforma com a situação, mas não se deixa abater pela teimosia da “companheira” austríaca.

Cada dia é uma aventura e João Rolo “viaja” nas peripécias dos riscos e proezas. Os últimos dias têm demonstrado toda a garra do único piloto português nas duas rodas a desbravar terreno no Africa Eco Race. Ontem mesmo, João Rolo voltou a sobressair… pelos problemas mecânicos. Mas quando não se faz de dia, faz-se de noite.

O enigma mecânico esteve na base do impedimento do anadiense atacar a etapa, pelo que as estrelas foram as suas companheiras de viagem até chega ao bivouac, em Smara. Depois de percorridas centenas de quilómetros em modo nocturno, João Rolo praticamente não teve tempo de fechar os olhos, já que a sua missão em África não está para grandes descansos.

Como o lazer só chega amanhã, o piloto de Anadia já se fez à estrada, a partir de Smara, para cumprir mais 686,10 km que levam os participantes da Africa Eco Race até Dakhla. Uma etapa que João Rolo espera rolar com outra tranquilidade, até porque amanhã é aquele dia de folga que todos ambicionam, se bem que deverá ser aproveitado ao máximo para retemperar energias e dotar a KTM mais colaborante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: