João Ramos inicia defesa do título na Baja do Pinhal

Prova da Escuderia Castelo Branco é este fim-de-semana em Proença-a-Nova, Cernache do Bonjardim e Vila Velha de Rodão.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

A Baja do Pinhal, organizada pela Escuderia Castelo Branco, abre o Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno, cujo calendário integra seis provas. Detentor do título, João Ramos, navegado por Vítor Jesus (Toyota Hilux) parte como “o homem a bater”, restando saber quem vai assumir o papel de opositor. Pedro Dias da Silva (Ford Range), que estreia uma nova “montada”, pode ser um dos candidatos tudo dependendo da adaptação ao novo carro, depois de nos últimos tempos ter conduzido um Mazda CX5 Proto.

Edgar Condenso (Opel Mokka Proto) dispõe de um carro que, conduzido por Nuno Matos, permitiu ao piloto ser campeão em 2016, pelo que também ele dispõe de “argumentos” para entrar na discussão do título.

Campeão em 2016, Nuno Matos (Fiat Fullback Proto), que está de volta ao campeonato, estreia um novo carro e como tal são muitas as dúvidas quanto às suas possibilidades de entrar na discussão do título, pois tudo dependerá, em grande parte, do sucesso na aposta feita.

André Amaral (Ford Ranger) e Alexandre Ré (VW Amarok) completam, do ponto de vista teórico, o lote de potenciais candidatos às vitórias nas provas e à conquista do título, mas não é de descartar a hipótese, que seria bem-vinda, de surgir uma surpresa.

 

O PERCURSO

A Baja do Pinhal arranca este sábado (11h45), em Proença-a-Nova, para os concorrentes cumprirem o prólogo (12h05 – 9,57 km) e o primeiro SS, Proença/Perdigão/Sertã (112,90 km – 14h45), antes de chegarem (16h30) à Sertã, localidade onde termina o primeiro dia da prova.

No domingo, a Baja do Pinhal cumpre a ligação Sertã (7h30) – Vila Velha de Rodão (16h55), com os concorrentes a terem de cumprir dois SS: Cernache/Montes da Senhora/Proença/Sertã (172,43 km – 8h00) e Sertã/Foz do Cabrão/Vila Velha de Rodão (107,85 km – 14h50).

180 PROVAS EM 25 ANOS

Criado em 1994, face ao sucesso do Troféu Nacional que o antecedeu, o Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno vai ter a sua 26.ª edição. Ao longo dos anos realizaram-se 180 provas, organizadas por 13 clubes, ganhas por 38 pilotos, 49 navegadores e 19 marcas, com Clube Automóvel do Algarve (32), Miguel Barbosa (32), Miguel Ramalho (30) e Mitsubishi (67) a serem, em cada sector, os que mais vezes venceram.

Registem-se os vencedores absolutos e os organizadores das 180 provas efectuadas

PILOTOS

36 – Miguel Barbosa

21 – Carlos Sousa

19 – Filipe Campos

16 – Rui Sousa, João Vassalo

9 – João Ramos

8 – Ricardo Porém

5 – Nuno Matos, Santos Godinho

4 – Santinho Mendes

3 – Joaquim Garcia, Alejandro Martins

2 – Luc Alphand, Marc Blazquez, Luís Costa, Francisco Esperto, Nuno Inocêncio, Pierre Lartigue, Jean-Louis Schlesser, Ari Vatanen

1 – Lino Carapeta, Guerlain Chicherit, Giniel De Villiers, Luís Dias, Pedro Grancha, Krzystof Holowczyc, Christian Lavieille, Paulo Martins, Colin McRae, Pedro Mello Breyner, Tomás Mello Breyner, José Mendes, Leonid Novitskiy, Stéphane Peterhansel, Tiago Reis, Nani Roma, Carlos Sainz, Philippe Wambergue, Miroslav Zapletal

NAVEGADORES

30 – Miguel Ramalho

23 – Vítor Jesus

16 – Carlos Silva

13 – Jaime Baptista

6 – António Caiado, Pedro Figueiredo

5 – José Janela, Luís Ramalho, Filipe Serra, Pedro Velosa

4 – Mário Feio, Michel Perin

3 – Mário Castro, Edgar Condesso, Hugo Magalhães, José Marques

2 – Nuno Barreiros, António Castro, Carlos Costa, Jean-Pierre Cottret, Filipe Fernandes, João Luz, Henri Magne, Jorge Monteiro, Gilles Picard, Andreas Schulz, Sérgio Soares, Tina Thorner

1 – Rui António, Paulo Babo, Pedro Barradas, Valter Cardoso, Vítor Cardoso, Jean Comolli, Lucas Cruz, Fred Gallagher, Gustavo Gugelmin, Alex Haro, Luís Marques, Carlos Mateus, Jordi Mercader, François Micoud, António Morais, Filipe Palmeiro, Xavier Panseri, Fabrizia Pons, Manuel Porém, Joana Sotto-Mayor, Teles Fortes, Dirk Von Zitzewitz

MARCAS

67 – Mitsubishi (Lancer Racing, 20; Pajero, 19; Strakar, 18; Strada, 4; Lancer, 2; Pajero Evo, 2; Evo, 1; Pajero V60, 1)

29 – Nissan (Navara Pick-Up, 14; Navara, 7; Pick-Up, 3; Terrano, 3; Navara Off-Road, 1; Terrano II, 1)

22 – Toyota (Land Cruiser, 10; Hilux, 8; RAV4, 3, Hilux Overdrive, 1)

17 – BMW (X3 CC, 13; Série 1 Proto, 2; X5, 2)

10 – Dessoude (Proto, 9; Proto N11, 1)

5 – Mini (All4 Racing, 4; John Cooper Works Rally, 1)

5 – Opel (Mokka Proto, 4; Corsa, 1)

4 – Citroen (ZX Rally Raid, 4

4 – Seat (Maraven, 2; PRV Racing, 1; Toledo, 1)

4 – SG (Proto, 4)

3 – Ford (Ranger, 3)

2 – Renault (Safrane, 2)

2 – VW (Race Touareg, 2)

1 – Astra (Proto, 1)

1 – Bowler (Wildcat, 1)

1 – DSC

1 – Isuzu (D-Max, 1)

1 – Peugeot (Proto, 1)

1 – Schlesser (Renault, 1)

NÚMERO DE PROVAS ORGANIZADAS POR CADA CLUBE

32 – Clube Automóvel do Algarve

26 – Escuderia Castelo Branco

25 – Sociedade Artística Reguenguense

24 – Clube Aventura

19 – Motor Clube de Guimarães

16 – Automóvel Clube de Portugal

11 – Clube Automóvel da Guarda

9 – Estrela e Vigorosa Sport

5 – Aero Clube de Beja, Clube Beja TT

4 – Gondomar Automóvel Sport

3 – Clube Automóvel de Loulé

1 – Real Federation Española de Automovilismo

OS CAMPEÕES

Ao longo das suas 25 edições 11 pilotos e 16 navegadores sagraram-se campeões nacionais, com Miguel Barbosa (pilotos) e Miguel Ramalho (navegadores) a arrecadarem sete ceptros cada um, seis dos quais em conjunto.

Recordem-se os detentores dos títulos:

ANOPILOTONAVEGADORES
   
1994João VassaloNuno Barreiros
1995Carlos SousaMário Feio
1996João VassaloAntónio Caiado
1997Santinho MendesJosé Janela
1998Filipe CamposPedro Figueiredo
1999Carlos SousaJoão Luz
2000João VassaloMiguel Ramalho
2001Carlos SousaVítor Jesus
2002Carlos SousaVítor Jesus
2003Miguel BarbosaMiguel Ramalho
2004Rui SousaCarlos Silva
2005Miguel BarbosaMiguel Ramalho
2006Pedro GranchaPedro Tavares
2007Miguel BarbosaMiguel Ramalho
2008Filipe CamposJaime Baptista
2009Filipe CamposLuís Ramalho
2010Filipe CamposJaime Baptista
2011Miguel BarbosaMiguel Ramalho
2012Miguel BarbosaPedro Velosa
2013Miguel BarbosaMiguel Ramalho
2014Ricardo PorémJoão Serôdio
2015Miguel BarbosaMiguel Ramalho
2016Nuno MatosFilipe Serra
2017Ricardo PorémHugo Magalhães
2018João RamosVítor Jesus

NÚMERO DE TÍTULOS CONQUISTADOS

PILOTOS

7 – Miguel Barbosa

4 – Carlos Sousa

3 – Filipe Campos, João Vassalo

2 – Ricardo Porém

1 – Filipe Campos, Pedro Grancha, Nuno Matos, João Ramos, Santinho Mendes, Rui Sousa

NAVEGADORES

7 – Miguel Ramalho

3 – Vítor Jesus

2 – Jaime Baptista

1 – Nuno Barreiros, António Caiado, Pedro Figueiredo, Mário Feio, José Janela, João Luz, Hugo Magalhães, Luís Ramalho, João Serôdio, Filipe Serra, Carlos Silva, Pedro Tavares, Pedro Velosa

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação