João Monteiro vence 4 Horas SSV Vila de Fronteira

Piloto da Quinta do Conde, em Setúbal, não deu a mínima hipótese aos seus adversários nas a BP Ultimate 24 Horas TT Vila de Fronteira, garantindo por direito próprio ascender ao lugar mais desejado da prova do Automóvel Club de Portugal.

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt) – Fotos: RICARDO OLIVEIRA E OFICIAIS

Quem porfia sempre alcança e o piloto da Stand Formula 95, apoiado por Sharish Gin/South Racing, que não evitou um pequeno foco de incêndio, embora as chamas tivessem coberto o momentaneamente o Can-Am X3, logrou um triunfo sem mácula.

Foi perante uma manhã de sábado de névoa “cortada”, a espaços, por raios de sol, que pilotos e SSV revelaram andamentos diabólicos a despoletar o entusiasmo em torno do circuito a 9.ª edição BP Ultimate 4 Horas TT Vila de Fronteira. João Monteiro rejeitou levantar o pé do acelerador para somar a segunda vitória na competição do Automóvel Club de Portugal (ACP), depois de o ter feito em 2018.

Refira-se que o piloto da região de Setúbal liderou a corrida durante mais de três horas, conquistando uma vantagem que lhe permitiu rodar cerca de uma hora sem direcção assistida, além do foco de incêndio durante o reabastecimento, terminando com uma volta de avanço para os segundos classificados.

«Naturalmente que estou muito satisfeito com este triunfo. Reconheço que a prova foi muito boa, apesar de alguns percalços. A pista estava dura, o que é normal nesta prova. Tivemos que gerir a máquina, mas o facto de a chuva não ter aparecido ajudou», sublinhou João Monteiro, piloto inscrito pela equipa Sharish Gin/South Racing.

Interessante foi a luta pelo segundo lugar. Por diversas vezes, assistiu-se à alternância no lugar intermédio do pódio. Um cenário deveras emotivo, mas foi necessário aguardar pela derradeira volta para descodificar quem iria secundar João Monteiro. Cumpridas as BP Ultimate 4 Horas TT Vila de Fronteira, a dupla formada por João Dias e Pedro Carvalho acabou por superar as expectativas e conduziu o Cam-AM X3 ao segundo posto.

Tratou-se de um final afortunado para João Dias e Pedro Carvalho, uma vez que “resolveram” problemas técnicos que os fizeram perder cerca de quatro minutos, relegando para a terceira posição a tripla que conquistou a “pole position” (Sebastien Guyette, Fabrice Rousseau e Gonçalo Guerreiro), também condicionada por cumprir grande parte da prova com tracção traseira no Can-Am XRS.

Bruno Martins (Can-Am X3), que também chegou a passar pela segunda posição, e a dupla constituída por Marco Pereira e Márcio Vieira (Can-Am Maverick) fecharam o “top five”, entre os 34 concorrentes classificados.

Em suma, as BP Ultimate 4 Horas TT Vila de Fronteira serviram de aperitivo para as 24 Horas, a prova cabeça de cartaz, com arranque às 14h00 deste sábado, e que as 34 equipas inscritas retiraram o máximo partido das excelentes condições do terródromo desenhado junto à carismática vila alentejana, e a brindarem o público presente com um festival de velocidade e resistência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *