João Monteiro não perdeu o Norte no Sul de Ralis

Três vitórias nas 2RM em outras tantas provas é o balanço da dupla JParreira Racing no Campeonato Sul de Ralis. Navegado por Gonçalo Assunção, o piloto do Toyota Corolla GTI 2.0 superou as dificuldades no Rali de Alcoutim e fechou-o com dose tripla de determinação.

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt)

O Rali de Alcoutim, terceira prova do Campeonato Sul de Ralis, marcou mais um triunfo da dupla JParreira Racing nas Duas Rodas Motrizes (2RM). Tratou-se também do terceiro compromisso vitorioso de João Monteiro e Gonçalo Assunção que, ao volante de um Toyota Corolla GTI 2.0, foi mantendo uma cadência vigorosa face à pressão evidenciada dos adversários circunstanciais, sobretudo de Filipe Silva.

Foi mais um desafio superado e com um final feliz na dureza das estradas de terra daquela região algarvia para a formação JParreira Racing, com João Monteiro a reconhecer que o Rali de Alcoutim «tem um padrão muito diferente daquele que encontrámos até agora, já que é uma prova com exigências específicas».

«Obviamente que estamos muito felizes com os resultados obtidos até aqui, já que três vitórias em outras tantas provas possíveis não poderia ter sido melhor, naturalmente. A terceira prova do Campeonato Sul de Ralis implicou um esforço maior de atenção, onde tenho de referir forçosamente a interacção com o Gonçalo Assunção, um jovem navegador que evoluiu consideravelmente prova a prova e com uma enorme dose de rigor», sustentou o piloto de Ourique mas a residir em Portimão.

João Monteiro não omitiu a performance do Toyota Corolla GTI 2.0 que, além do resultado do intenso trabalho de preparação, «está também a excelente preparação da viatura por parte da JParreira Racing, entregue a Diogo Costa e restante equipa, que têm sido de uma extrema dedicação que nos tem permitido evoluir vitoriosamente».

Contudo, o piloto apoiado por AUTOLOOK.PT confidenciou que, a derradeira especial da prova desenhada pelo Clube Automóvel do Algarve, «foi efectuada em modo de “roda livre”». «Só tivemos de gerir sem sobressaltos a condição de líder nas 2RM e assegurar a quinta posição em termos absolutos a partir do momento que Filipe Silva abandonou».

«O Filipe Silva, que faz equipa com Diogo Elias, viu-se na contingência de abandonar na última especial com problemas no Citroën Saxo, está a evoluir de forma estonteante e não merecia de maneira nenhuma tal desfecho, até pela brilhante evolução, em que sentimos uma boa réplica. Esta dupla deu-nos uma grande réplica e, a partir do momento que abandonou, passámos a modo de gestão, mas foi, sem dúvida uma prova bastante difícil», asseverou o piloto que lidera as 2RM.

Em jeito de rodapé, João Monteiro diz estar «focado no Campeonato Sul de Ralis com a nossa postura e dignidade, a preparar já a fase de asfalto com o Renault Clio RS 2.0», deixando «um agradecimento muito especial a todos os seus parceiros pela afecto e colaboração, nomeadamente Intermarché – São Teotónio/Odemira, JParreira Racing, Planitia – Mel e Medronho – Garvão, Olimpcork – Cortiças SA, Monte da Apariça, Rafael Amador- Escapes e Coletores, Autolook.pt, bem como familiares e amigos que nos apoiam incondicionalmente».

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação