Joan Mir está a 16 pontos do título

O piloto espanhol da Suzuki pode sagrar-se, pela primeira vez, campeão mundial de MotoGP na próxima corrida, o Grande Prémio da Comunidade Valenciana, a disputar este fim-de-semana em Valência, Espanha.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Vencedor pela primeira vez em MotoGP, no passado domingo, no traçado valenciano, onde o “Mundial” regressa este fim-de-semana, o espanhol Joan Mir (Suzuki) “só” precisa de terminar no pódio para suceder ao seu compatriota Marc Marquez, que só regressará às pistas no próximo ano, na lista dos campeões de MotoGP.

Com 37 pontos de avanço sobre o italiano Fábio Quartararo (Yamaha) e o espanhol Alex Rins (Suzuki), Joan Mir tem tudo a seu favor para chegar ao título, porque os seus companheiros aos comandos das motos da marca japonesa tudo farão para lhe proteger “as costas”, como sucedeu no domingo, quando Alex Rins “abriu a porta” para Joan Mir vencer e ficar mais perto do títtulo.

O título máximo é o único que, em condições normais, poderá ficar resolvido em Valência, com os ceptros de Moto2 e Moto3 a decidirem-se em Portimão, para a semana, na derradeira corrida da temporada.

Décimo no campeonato, Miguel Oliveira (KTM) tem oportunidade de somar mais alguns pontos, depois de ter sido quinto no domingo, com os ensinamentos colhidos na corrida anterior a puderem contribuir para um melhor desempenho esta semana.

Na categoria de Moto2, tudo aponta para que o título seja decidido entre o italiano Enea Bastianini (Kalex) e o inglês Sam Lowes (Kalex) que, a duas corridas do final da temporada, estão separados por seis pontos, com o italiano Luca Marini (Kalex), a 19 pontos, e o seu compatriota Marco Bezzecchi (Kalex), a 29 pontos, a terem possibilidades aritméticas de chegar ao título, com Marco Bezzecchi a poder ficar de fora, já este fim-de-semana.

A duas corridas do final do ano, o espanhol Albert Arenas (KTM) e o japonês Ai Ogura (Honda) estão separados por três pontos, mas os italianos Celestino Vietti (KTM) e Tony Arbolino (Honda) e o espanhol Jaume Masia (Honda) a estarem, ainda, na corrida e a puderem baralhar as contas do duelo hispano-nipónico. Contudo as decisões das duas categorias deverão acontecer em Portimão no regresso do MotoGP a Portugal.

 

Entretanto, o italiano Andrea Dovizioso, que, em Agosto, tinha anunciado o abandono da Ducati, revelou que vai cumprir um ano sabático, para regressar quando encontrar um projecto à altura das suas ambições, e o seu compatriota Andrea Iannone foi suspenso por quatro anos, que começaram a contar a 17 de Dezembro de 2019, por ter acusado positivo num controlo anti-doping no GP da Malásia, corrido a 3 de Novembro de 2019, com o piloto a recorrer e a decisão a ser conhecida agora, depois do TAS (Tribunal Arbitral do Desporto) ter tomado a decisão final.

Classificações dos “Mundiais”

PILOTOS

MotoGP – 1.º, Joan Mir, 162 pontos; 2.º, Fábio Quartararo, 125; 3.º, Alex Rins, 125; 4.º, Maverick Viñales, 121; 5.º, Franco Morbidelli, 117; 6.º, Andrea Dovisioso, 117; 7.º, Pol Espargaro, 106; 8.º, Takaaki Nakagami, 105; 9.º, Jack Miller, 92; 10.º, Miguel Oliveira, 90. Estão classificados mais 13 pilotos

Moto2 – 1.º, Enea Bastianini, 184 pontos; 2.º, Sam Lowes, 178; 3.º, Luca Marini, 165; 4.º, Mauro Bezzecchi, 155; 5.º, Jorge Martin, 125; 6.º, Remy Gardner, 101; 7.º, Tetsuta Nagashima, 85; 8.º, Joe Roberts, 80; 9.º, Thomas Luthi, 72; 10.º, Fabio Vierge, 70. Estão classificados mais 18 pilotos

Moto3 – 1.º, Albert Arenas, 157 pontos; 2.º, Ai Ogura, 154; 3.º, Celestino Vietti, 137; 4.º, Tony Arbolino, 134; 5.º, Jaume Masia, 133; 6.º, John McPhee, 119; 7.º, Raul Fernandez, 118; 8.º, Darryn Binder, 101; 9.º, Tatsuki Suzuki, 83; 10.º, Gabriel Rodrigo, 80. Estão classificados mais 15 pilotos

MARCAS

Moto GP – 1.º, Suzuki, 188 pontos; 2.º, Ducati, 181; 3.º, Yamaha, 163; 4.º, KTM, 159; 5º, Honda, 130; 6.º, Aprilia, 36

Moto2 – 1.º Kalex, 325 pontos; 2.º, Speed Up, 117; 3.º, MV Agusta, 32; 4.º, NTS, 11

Moto3 – 1.º, Honda, 281 pontos; 2.º, KTM, 277; 3.º, Husqvarna, 82

EQUIPAS

MotoGP – 1.º, Team Suzuki Ecstar, 287 pontos; 2.º Petronas Yamaha SRT, 205; 3.º, Ducati Team, 194; 4.º, Red Bull KTM Factory Racing, 182; 4.º, Monster Energy Yamaha MotoGP, 159; 6.º, Pramac Racing, 138; 7.º LCR Honda, 131; 8.º, Red Bull KTM Tech3, 117; 9.º, Repsol Honda Team, 83; 10.º, Esponsorama Racing, 81; 11.º, Aprilia Racing Team Gresini, 39.

Moto2 – 1.º, Sky Racing Team VR46, 320 pontos; 2.º, EG 0,0 Marc VDS, 240; 3.º, Red Bull KTM Ajo, 210; 4.º, Italtrans Racing Team, 189; 5.º Liqui Moly Intact GP, 136; 6.º, HDR Heidrun Speed Up, 123; 7.º, Petronas Sprinta Racing, 114; 8.º, Tennor American Racing, 112; 9.º, Onexox TKKR SAG Team, 101; 10.º, Flexbox HP 81, 101; 11.º, Inde Aspar Team Moto2, 87; 12.º, MV Agusta Forword Racing, 35; 13.º, Federal Oil Gresini Moto2, 30; 14.º, NTS RW Racing GP, 11; 15.º, Idemitsu Honda Team Asia, 10.

Moto3 – 1.º, Leopard Racing, 202 pontos; 2.º, Valresa Aspar Team Moto3, 192; 3.º, Sky Racing Team VR46, 188; 4.º, Rivacold Snipers Team, 164; 5.º, Red Bull KTM Ajo, 158; 6.º, Honda Team Ásia, 154; 7.º, Kommerling Gresini Moto3, 145; 8.º, Petronas Sprinta Racing, 119; 9.º, SIC58 Squadra Corse, 116; 10.º, CIP Green Power, 101; 11.º, Sterilgarda Max Racing Team, 94; 12.º, Red Bull KTM Tech 3, 83; 13.º, Estrella Galicia 0,0, 70; 14.º Reale Avintia Moto3, 24; 15.º, Boe Skull Rider Facile Energy, 10

Calendário de 2021

A Dorna, entidade responsável pela organização do Campeonato do Mundo de Motociclismo, revelou o calendário para 2021, que terá 20 corridas, com uma data em aberto.

A novidade é a introdução do GP da Finlândia, que fecha a primeira metade da temporada, com Portugal e Rússia a serem candidatos à prova seguinte que está por definir.

DATA GRANDE PRÉMIO CIRCUITO
28 de Março Qatar Losail International Circuit
11 de Abril Argentina Termas de Rio Hondo
18 de Abril Estados Unidos Circuit of The America
2 de Maio Espanha Circuito de Jerez
16 de Maio França Le Mans
30 de Maio Itália Autódromo de Mugello
6 de Junho Catalunha Barcelona – Catalunya
20 de Junho Alemanha Sachsenring
27 de Junho Holanda TT Circuit Assen
11 de Julho Finlândia KymiRing
A indicar A indicar A indicar
15 de Agosto Áustria Red Bull Ring – Spielberg
29 de Agosto Grã-Bretanha Silverstone Circuit
12 de Setembro Aragon MotorLand Aragon
19 de Setembro San Marino Misano World Circuit
3 de Outubro Japão Twin Ring Motegi
10 de Outubro Tailândia Chang International Circuit
24 de Outubro Austrália Philip Island
31 de Outubro Malásia Sepang International Circuit
14 de Novembro Comunidade Valenciana Ricardo Torno

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: