Joan Mir defende comando em Valência

O traçado valenciano Ricardo Tormo recebe as duas próximas jornadas do MotoGP, o Grande Prémio da Europa, sucedendo ao MotorLand, em Aragon, palco das duas últimas competições.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Apesar de ainda não ter vencido nenhuma corrida, o espanhol Joan Mir (Suzuki) comanda o campeonato com 14 pontos de vantagem sobre o francês Fábio Quartararo (Yamaha), único que já triunfou por três vezes, e 19 sobre o seu compatriota Maverick Viñales (Honda), pelo que tudo continua em aberto, tanto mais que os italianos Franco Morbidelli (Yamaha) e Andrea Dovizioso (Ducati) e o espanhol Alex Rins (Suzuki) também estão na corrida pela sucessão do espanhol Marc Marquez que, após a queda em Jerez de la Frontera, no início da temporada, a prolongar o mistério do seu regresso.

Marc Márquez não vai estar este fim-de-semana no GP da Europa, continuando a ser substituído na Honda por Stefan Bradl, informou a equipa, mantendo o mistério sobre o campeão mundial: poderá o espanhol, com a recuperação à fractura do úmero direito envolta em mistério, correr o GP de Portugal? Em Portimão deverá ser encontrado o seu sucessor, com Mir, Quartararo, Viñales, Morbidelli, Dovizioso e Rins ainda na corrida.

Fora da corrida pelo título, mas apostado em terminar no lote dos 10 primeiros do campeonato, o português Miguel Oliveira (KTM), um dos estreantes a vencer esta temporada, o que aconteceu no Red Bull Ring, depois de uma ultrapassagem de sonho, quer permanecer nesse lote, entrando para o traçado espanhol a três pontos do nono lugar, ocupado pelo australiano Jack Miller (Ducati), e com oito pontos de avanço sobre o italiano Danilo Petrucci (Ducati).

Mais curta é a distância que separa os dois primeiros do campeonato de Moto2, com o inglês Sam Lowes (Kalex), vencedor das três últimas corridas, em Le Mans e as duas no MotorLand, a ter sete pontos de avanço sobre o italiano Enea Bastianini (Kalex), com o terceiro, outro italiano, Luca Marini (Kalex), a estar já a 23 pontos do inglês, pelo que tudo aponta para que a discussão do título seja um duelo anglo-italiano.

Maior (19 pontos) é a vantagem do espanhol Albert Arenas (KTM) sobre o japonês Ai Ogura (Honda) que soma mais um pontos que o italiano Celestino Vietti (KTM) e mais quatro que o espanhol Jaume Masia (Honda), que entrou na corrida pelo título após os dois triunfos no MotorLand.

CLASSIFICAÇÕES DOS “MUNDIAIS”

PILOTOS

MotoGP – 1.º Joan Mir, 137 pontos; 2.º Fábio Quartararo, 123; 3.º Maverick Viñales, 118; 4.º Franco Morbidelli, 112; 5.º Andrea Dovisioso, 109; 6.º Alex Rins, 105; 7.º Takaaki Nakagami, 92; 8.º Pol Espargaro, 90; 9.º Jack Miller, 82; 10.º Miguel Oliveira, 79. Estão classificados mais 13 pilotos.

Moto2 – 1.º Sam Lowes, 178 pontos; 2.º Enea Bastianini, 171; 3.º Luca Marini, 155; 4.º Mauro Bezzecchi, 130; 5.º Jorge Martin, 105; 6.º Remy Gardner, 85; 7.º Tetsuta Nagashima, 81; 8.º Joe Roberts, 80; 9.º Thomas Luthi, 72; 10.º Fabio Di Giannantonio, 65. Estão classificados mais 18 pilotos.

Moto3 – 1.º Albert Arenas, 157 pontos; 2.º Ai Ogura, 138; 3.º Celestino Vietti, 137; 4.º Jaume Masia, 133; 5.º Tony Arbolino, 121; 6.º John McPhee, 119; 7.º Raul Fernandez, 93; 8.º Darryn Binder, 90; 9.º Tatsuki Suzuki, 83; 10.º Gabriel Rodrigo, 79. Estão classificados mais 15 pilotos.

MARCAS

Moto GP – 1.º Yamaha, 208 pontos; 2.º Ducati, 171; 3.º Suzuki, 163; 4.º KTM, 143; 5º Honda, 117; 6.º Aprilia, 36.

Moto2 – 1.º Kalex, 300 pontos; 2.º Speed Up, 111; 3.º MV Agusta, 31; 4.º NTS, 9.

Moto3 – 1.º Honda, 261 pontos; 2.º KTM, 252; 3.º Husqvarna, 79.

EQUIPAS

MotoGP – 1.º Team Suzuki Ecstar, 242 pontos; 2.º Petronas Yamaha SRT, 235; 3.º Ducati Team, 180; 4.º Monster Energy Yamaha MotoGP, 176; 5.º Red Bull KTM Factory Racing, 157; 6.º Pramac Racing, 128; 7.º LCR Honda, 118; 8.º Red Bull KTM Tech3, 106; 9.º Repsol Honda Team, 79; 10.º Esponsorama Racing, 74; 11.º Aprilia Racing Team Gresini, 39.

Moto2 – 1.º  Sky Racing Team VR46, 285 pontos; 2.º EG 0,0 Marc VDS, 240; 3.º Red Bull KTM Ajo, 186; 4.º Italtrans Racing Team, 176; 5.º Liqui Moly Intact GP, 133; 6.º Lightech Speed Up, 117; 7.º Tennor American Racing, 112; 8.º Petronas Sprinta Racing, 107; 9.º Onexox TKKR SAG Team, 85; 10.º Kipin Energy Aspar Team Moto2, 82; 11.º Flexbox HP 81, 81; 12.º MV Agusta Forword Racing, 35; 13.º Federal Oil Gresini Moto2, 22; 14.º Idemitsu Honda Team Asia, 10; 15.º NTS RW Racing GP, 9.

Moto3 – 1.º Leopard Racing, 202 pontos; 2.º Sky Racing Team VR46, 184; 3.º Solunion Aspar Team Moto3, 183; 4.º Rivacold Snipers Team, 144; 5.º Honda Team Ásia, 138; 6.º Kommerling Gresini Moto3, 136; 7.º Red Bull KTM Ajo, 133; 8.º Petronas Sprinta Racing, 119; 9.º SIC58 Squadra Corse, 116; 10.º Sterilgarda Max Racing Team, 91; 11.º CIP Green Power, 90; 12.º Red Bull KTM Tech 3, 75; 12.º Estrella Galicia 0,0, 50; 14.º Reale Avintia Moto3, 14; 15.º Boe Skull Rider Facile Energy, 5.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *