Janela de oportunidade “são portas que se abrem” na F1

As palavras são do filho do piloto Michael Schumacher, depois de ter realizado pela primeira vez testes na Ferrari.

(auto.look2010@gmil.com)

«São portas que se abrem», disse Mick Schumacher, filho do heptacampeão do mundo de Fórmula 1, Michael Schumacher, feliz e emocionado após realizar testes pela primeira vez com a Ferrari, escuderia com a qual seu pai se tornou uma lenda do desporto motorizado.

«Foi muito emocionante, não só para mim, mas também para todos aqueles que estavam lá», afirmou à SID, filial alemã da AFP, o piloto de 20 anos sobre os testes de terça-feira no circuito do Bahrein que contaram com a presença da sua mãe Corinna e da sua avó.

«São portas que se abrem. Dá-me a oportunidade de trabalhar com engenheiros da Fórmula 1 da Ferrari em Maranello. Posso aprender muitas coisas muito importantes para o meu futuro e que já posso utilizar na F2», explicou. O piloto, que fez o segundo melhor tempo após 56 voltas com a Ferrari na terça-feira, deu na quarta-feira 70 voltas e realizou o sexto melhor tempo do dia.

«Mostrei-me muito directo e aberto nos comentários que fiz, para mostrar onde via potencial de melhoria. Embora seja difícil, porque não conheço ainda muito bem o carro e seus limites. A velocidade em curva é fascinante, o carro anda como se estivesse sobre trilhos», analisou Mick.

Actual campeão europeu de Fórmula 3, o filho de Michael Schumacher estreou-se na Fórmula 2 no último fim-de-semana, também no circuito de Sakhir, no Bahrein. Terminou na oitava posição na primeira corrida e em sexto na segunda prova, somando assim os seus primeiros oito pontos.

«Completei o meu primeiro fim-de-semana na F2, agora vou ver como vai ser. Fiz um teste na F1, mas por enquanto estou totalmente focado na F2», afirmou o jovem piloto. O nome de Schumacher está estreitamente ligado ao da Ferrari, já que o seu pai conseguiu cinco dos seus sete títulos mundiais na F1 com a escuderia italiana (2000, 2001, 2002, 2003 e 2004). Vítima de um acidente de esqui após se retirar das pistas em 2013, Michael Schumacher sofreu graves lesões na cabeça e nunca mais foi visto em público.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação