Jake Dennis conduziu o BMW ao triunfo londrino

O inglês venceu de forma clara a primeira corrida de Fórmula E, em Londres, com o português António Félix da Costa a terminar no 9.º lugar, depois de recuperar oito lugares. Na geral, os seis primeiros estão separados por nove pontos.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Penalizado por ter integrado o primeiro grupo a cumprir a qualificação, que esteve em acção quando o asfalto do traçado londrino estava molhado mas que foi secando para beneficiar os últimos a entrarem em acção, António Félix da Costa (DS) acabou por largar da 17.ª posição da grelha.

No regresso ao traçado para o compromisso de corrida, o piloto de Cascais nunca baixou os braços e acabou por recuperar oito lugares. Aos comandos do DS Techeetah com o número 13, António Félix da Costa evidenciou um andamento consistente e acabou nos pontos, ou seja, finalizou a prova londrina num brilhante 9.º lugar, baixando para a terceira posição a geral, a três pontos de Sam Bird (Jaguar).

O piloto inglês conservou o comando da classificação geral, apesar de não ter passado da primeira volta, em consequência de um “toque” com o seu compatriota Alexander Sims (Mahindra).

Sam Bird lidera com um ponto de vantagem para o compatriota Jake Dennis (BMW), que venceu a corrida e ascendeu assim ao segundo lugar do campeonato, com a curiosidade dos seis primeiros a estarem separados por nove pontos quando faltam três corridas – uma em Londres, este domingo, e duas em Berlim).

Autor do melhor tempo na “Super Pole”, o inglês Alex Lynn arrancou na frente, impondo-se ao vencedor que chegaria ao triunfo por uma gestão mais inteligente no momento da segunda ida ao “Attck Mode”. Um erro do seu adversário foi aproveitado para ganhar uma vantagem que lhe permitiu manter o comando, com Alex Lynn a não resistir ao ataque do holandês Nyck De Vries (Mercedes), que terminou em segundo.

CLASSIFICAÇÕES

Corrida – 1.º Jake Dennis (BMW), 46’50,048”; 2.º Nyck De Vries (Mercedes), a 5,341”; 3.º, Alex Lynn (Mahindra), a 6,946”; 4,º, Sébastien Buemi (Nissan), a 8,008”; 5.º, Andre Lotterer (Porsche), a 10,699”; 6.º, René Rast (Audi), a 11,427”; Lucas Di Grassi (Audi), a 12,233”; Stoffel Vandoorne (Mercedes), a 17,381”; 9.º, António Félix da Costa (DS), a 18,457”; 10.º, Oliver Rowland (Nissan), a 28,165”. Classificaram-se mais 10 pilotos.

CAMPEONATOS

Pilotos – 1.º, Sam Bird, 81 pontos; 2.º, Jake Dennis, 79; 3.º, António Félix da Costa, 78; 4.º, Nyck De Vries, 77; 5.º, Robin Frijns, 76; 6.º, Edoardo Mortara, 72; 7.º, Nick Cassidy, 70; 8.º, René Rast, 70; 9.º, Jean-Eric Vergne, 68; 10.º, Lucas di Grassi, 60; 11.º, Mitch Evans, 60; 12.º, Pascal Wehrlein, 60; 13.º, Oliver Rowland, 60; 14.º, Stoffel Vandoorne, 58; 15.º, Maximilian Gunther, 54 ; 16.º, Alex Lynn, 52; 17.º, Alexander Sims, 44; 18.º, André Lotterer, 43; 19.º, Sébastien Buemi, 32; 20.º, Nico Muller, 30; 21.º, Norman Nato, 17; 22.º, Oliver Turvey, 13; 23.º, Sérgio Sette Câmara, 12; 24.º, Tom Blomqvist, 5

Equipas – 1.º DS Techeetah, 146 pontos; 2.º, Envision Virgin Racing, 146; 3.º, Jaguar Racing, 141; 4.º, Mercedes-EQ Formula E Team, 135; 5.º, BMW i Andretti Motorsport, 133; 6.º, Audi Sport ABT Schaeffler, 130; 7.º, TAG Heuer Porsche Formula E Team, 103; 8.º, Mahindra Racing, 96; 9.º, Nissan e-Dams, 92; 10.º, Rokti Venturi Racing, 89; 11.º, Dragon/Penske Autosport, 42; 12.º, Nio 333 FE Team, 18.

Próxima prova – Londres, dia 25 de Julho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *