Jacobo Pereira dominou de fio a pavio em Boticas

Proveniente da Galiza, piloto dominar o primeiro dia da Rampa Internacional de Boticas organizada pela Demoporto.

(auto.look2010@gmail.com)

Quatro subidas e outros tantos melhores tempos que colocaram o piloto galego na ribalta. Aos comandos de um Norma M20 FC, Jacobo Pereira parte para a última jornada como favorito ao triunfo nas contas nacionais. O primeiro dia da Rampa Internacional de Boticas saldou-se por um grande êxito organizativo, protagonizado pelo Demoporto. Boa sequência ao longo de todo o dia, com rapidez de intervenção em todos os momentos que marcaram uma jornada onde o sol brilhou para todos.

E foi essa celeridade de processos que permitiu à organização decidir estender o programa de três para quatro subidas. Tal deveu-se ao facto de estar previsto mau tempo para o dia de domingo e assim garantir que, pelo menos, uma subida de prova do Europeu fosse disputada em condições normais, com piso seco.

A competir integrado no CPM JC Group, Jacobo Pereira foi o mais rápido em todas as subidas do dia. Possuidor de um muito competitivo Norma M20 FC, o galego rodou num ritmo à parte e lidera isolado a tabela de tempos, sendo previsível que a vitória não lhe venha a escapar.

Segundo lugar provisório para José Correia. O líder do campeonato não tem de preocupar com Jacobo no que concerne à recolha de tempos e poderá assim vir a reforçar a sua posição na defesa do título absoluto conquistado em 2020. O patrão e piloto do JC Group Racing Team está a competir também na prova do Europeu, sendo actualmente 9.º da Categoria 2.

Também nos GT, um piloto estrangeiro veio baralhar as contas. Mercê do seu mais competitivo Porsche 997 GT2 e de uma condução de fio recorte, o gaulês Nicolas Verwer impôs-se nesta Categoria e foi mesmo 3.º da geral. Esteve sempre “um furo acima” de Pedro Marques e Vítor Pascoal, limitados pelas versões GT3 dos seus carros. Estão, respectivamente, em 2.º e 3.º e separados entre si por apenas 3 décimas!

O transmontano Luís Delgado regressou às lides da Montanha para impor o seu KIA CEED nas contas Categoria Turismo e da Divisão 2, almejando ainda reclamar o 6.º tempo absoluto, no que concerne a este primeiro “assalto” e ser ainda 3.º nas contas da Categoria 1 do Europeu. O flaviense esteve fenomenal na única subida de prova e parte este domingo com 6 décimas de segundo sobre Luís Nunes (Ford Fiesta ST R5).

Nas contas da divisão de Delgado é Joaquim Teixeira (Cupra TCR) que assume o 2.º posto, sendo terceiro na categoria, estando os dois separados por 5 segundos, mas ainda com duas subidas para decidir a contenda. José Carlos Pouca Sorte (BMW M3) é terceiro, mercê de um dia onde esteve sempre muito competitivo e sem erros.

Já Luís Nunes lidera na Divisão Turismo 1, de forma perfeitamente tranquila. Daniela Marques esteve sempre muito segura e rápida com o Subaru Impreza e foi recompensada com o 2.º melhor tempo na subida de prova, estando em condições de garantir mais um pódio nesta divisão. Já José Pedro Gomes passou este primeiro dia de competição a braços com problemas mecânicos no seu Opel Astra OPC, terminando o dia com o 3.º tempo.

Sérgio Nogueira (Renault Clio RS) vai para o descanso na liderança da Divisão Turismo 3. O bracarense conseguiu suplantar na subida de prova Parcídio Summavielle (Renault Clio R3) por apenas 3 décimas de segundo e a luta promete aquecer nas subidas de domingo. Francisco Vieira Leite (Toyota Corolla) é terceiro, mas já longe da luta pela vitória.

Nas contas do Campeonato Legends de Montanha, Manuel Pereira lidera naturalmente, mercê da forma como consegue dominar a muita potência do seu Mitsubishi Lancer EVO VI. José Carlos Magalhães é segundo, depois de um dia em que o seu BMW M3 Compact revelou alguns problemas mecânicos, que limitaram a sua capacidade competitiva.

Quanto aos Clássicos, a jornada assistiu a um duelo pela primazia entre Fenando Salgueiro e Ricardo Loureiro, ambos em Ford Escort MK II. Tal como na Arrábida, Salgueiro voltou a ser melhor e lidera após o primeiro dia, com 2,6 segundos de vantagem. Daniel Vilaça assinou uma excelente exibição, que o fez guindar o BMW 1602 ao 3.º lugar nesta tabela particular, sendo bem possível que venha a coroar com um pódio este seu regresso à Montanha.

Na luta entre os 1300 das taças, Francisco Milheiro (Peugeot 106) voltou a não ter oposição. O jovem vimaranense foi sempre mais rápido e, na única subida de prova realizada, registou uma vantagem de 6,6 segundos sobre Tiago Santos (Citroën AX Sport). Luís Rodrigues, num FIAT Punto, foi 3º, 13 segundos atrás de Tiago Santos.

Eva Laranjeira impôs o seu Peugeot 205 Rallye entre os Clássicos 1300. A piloto de Setúbal dominou a tabela de tempos em todas as subidas do dia. Foi secundada pelo regressado Domingos Fernandes, ao volante do seu tradicional Autobiachi A112.

O programa deste domingo, alterado como já referido, na sequência das decisões tomadas para prevenir os efeitos do mau tempo previsto, iniciar-se-á com uma sessão de “warm-up”, pelas 9h00, sendo depois tempo de Europeu e CPM JC Group enfrentarem as derradeiras e decisivas duas últimas subidas de prova, essenciais para o alinhamento classificativo final desta primeira prova internacional e Montanha realizada em Boticas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *