Italiano Enea Bastianini com vantagem em “casa”

Piloto italiano da Ducati é apontado como favorito para o Grande Prémio de Itália m MotoGP, em que o apoio dos “tiffosi” é fundamental para conquistar a quarta vitória esta temporada.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail,com)

Enea Bastianini (Ducati)

O traçado de Mugello recebe a primeira visita do MotoGP a Itália, país onde regressará em Setembro, mas a Misano, com o francês Fabio Quartararo (Yamaha) no comando do campeonato com quatro pontos de avanço sobre o espanhol Aleix Espargaro (Aprilia) e oito sobre Enea Bastianini (Ducati).

O piloto italiano, único com três vitórias, em sete corridas, esteve nas restantes longe dos lugares do pódio, tendo abandonado em Portugal, o que o fez perder o comando do campeonato, para os dois pilotos, cada um com uma vitória, que pontuaram em todas as provas.

Contudo, a correr em “casa” e com o apoio dos milhares de “tiffosi” que vão acorrer a Mugello, Enea Bastianini tem de ser apontado como favorito, embora a concorrência seja de muitíssima qualidade.

Miguel Oliveira (KTM)

Para o português Miguel Oliveira (KTM), como para os restantes pilotos da marca austríaca, a preocupação vão ser as condições atmosféricas, pois até agora os responsáveis da KTM não conseguiram tornar a moto tão eficaz no piso seco como é no molhado, como o demonstrou o português ao triunfar na Indonésia.

Também a “acelerar em casa” vai estar o italiano Celestino Vietti (Kalex), comandante do campeonato de Moto2, que entra em Mugello, com 16 pontos de vantagem sobre o japonês Ai Ogura (Kalex) e 19 sobre o espanhol Aron Canet (Kalex).

Como curiosidade refira-se que o americano Joe Roberts (Kalex), sexto, é o único que pontuou nas sete corridas efectuadas, enquanto o espanhol Fermin Aldeguer (Boscoscuro), 18.º, é o melhor não Kalex do campeonato, mas nem ele, nem o italiano Romano Fenati (Boscoscuro) têm conseguido traduzir em resultados, o bom desempenho que têm por vezes nos treinos e nas qualificações.

Finalmente, em Moto3, o espanhol Sergio Garcia (GasGas) chega a Itália no comando do campeonato, com 17 pontos de avanço sobre o seu compatriota Jaume Masia (KTM) e o italiano Dennis Foggia (Honda), naquela que é categoria que tem proporcionado corridas mais emotivas e imprevisíveis, com a vitória a decidir-se nos derradeiros metros que distam a última curva da linha da meta.

CLASSIFICAÇÕES DOS “MUNDIAIS”

PILOTOS

MOTOGP – 1.º Fabio Quartararo, 102 pontos; 2,º Aleix Espargaro, 98; 3.º Enea Bastianini, 94; 4.º, Alex Rins, 69; 5.º, Jack Miller, 62; 6.º, Johann Zarco, 62; 7.º, Francesco Bagnaia, 56; 8.º, Brad Binder, 56; 9.º, Joan Mir, 56; 10.º, Marc Marquez, 54; 11.º, Miguel Oliveira, 43. Estão classificados mais 12 pilotos

MOTO2 – 1.º, Celestino Vietti, 108 pontos; 2.º, Ai Ogura, 92; 3.º, Aron Canet, 89; 4.º, Tony Arbolino, 70; 5.º, Augusto Fernandez, 69; 6.º, Joe Roberts, 66; 7.º, Somkiat Chantra, 61; 8.º, Marcel Schrotter, 57; 9.º, Jorge Navarro, 52; 10.º, Bo Bendsneyder, 36. Estão classificados mais 18 pilotos

MOTO3 – 1.º, Sergio Garcia, 112 pontos; 2.º, Jaume Masia, 95; 3.º, Dennis Foggia, 95; 4.º, Izan Guevara, 89; 5.º, Ayumu Sasaki, 75; 6.º, Deniz Oncu, 70; 7.º, Andrea Migno, 58; 8.º, Carlos Tatay, 52; 9.º, Tatsuki Suzuki, 38; 10.º, Kaito Toba, 37. Estão classificados mais 15 pilotos

MARCAS

MOTOGP – 1.º Ducati, 156 pontos; 2.º, Yamaha, 102; 3.º, Aprilia, 99; 4.º, KTM, 86; 4.º, Suzuki, 80; 6.º, Honda, 67

MOTO2 – 1.º, Kalex, 175 pontos; 2.º, Boscoscuro, 20; 3.º, MV Agusta, 5

MOTO3 – 1.º, GasGas, 140 pontos; 2.º KTM, 123; 3.º, Honda, 116; 4.º, Husqvarna, 86; 5.º, CFMoto, 71.

EQUIPAS

MOTOGP – 1.º, Aprilia Racing, 131 pontos; 2.º, Team Suzuki Ecstar, 125; 3.º, Monster Energy Yamaha MotoGP, 121; 4.º, Ducati Lenovo Team, 118; 5.º, Red Bull KTM Factory Racing, 99; 6.º, Gresini Racing MotoGP, 97; 7.º, Repsol Honda Team, 94; 8.º, Pramac Racing, 90; 9.º, LCR Honda, 48; 10.º, Mooney VR46 Racing Team, 40; 11.º, Withu Yamaha RNF MotoGP Team, 14; 12.º Tech3 KTM Factory Racing, 3

MOTO2 – 1.º, Idemitsu Honda Team Asia, 153 pontos; 2.º, Flexbox HP40, 141; 3.º, Mooney VR46 Racing Team, 108; 4.º, ELF Marc VDS Racing Team, 105; 5.º, Red Bull KTM Ajo, 89; 6.º, Liqui Moly Intact GP, 88; 7.º, Italtrans Racing Team, 71; 8.º, Inde GasGas Aspar Team, 61; 9.º, Pertamina Mandalika SAG Team, 42; 10.º, Yamaha VR46 Master Camp Team, 34; 11.º, America Racing, 32; 12.º, Lightech Speed Up, 25; 13.º, RW Racing GP, 15; 14.º, Gresini Racing Moto2, 11; 15.º, MV Agusta Forward Racing, 5

MOTO3 – 1.º, Gaviota GasGas Aspar Team, 201 pontos; 2.º, Leopard Racing, 133; 3.º, Red Bull KTM Ajo, 123; 4.º, Sterilgarda Husqvarna Max, 90; 5.º CFMoto Racing PruestelGP, 89; 6.º, Red Bull KTM Tech3, 77; 7.º, MT Helmets – MSI, 66; 8.º, Rivacold Snipers Team, 58; 9.º, CIP Green Power, 51; 10.º, SIC58 Squadra Corse, 35; 11.º, Angeluss MTA Team, 22; 12.º, QJMotor Avintia Racing Team, 19; 13.º, Visiontrack Racing Team, 14; 14.º, Honda Team Asia, 2.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.