Hervé Poncharal: “A KTM gosta do Miguel Oliveira”

Director da Tech 3 garante que a marca austríaca das duas rodas «não faria nada que prejudicasse a carreira» de Miguel Oliveira. Em causa está a decisão de promover Brad Binder à equipa de fábrica no próximo ano.

(auto.look2010@gmail.com)

O francês Hervé Poncharal, dono da equipa Tech3, na qual alinha Miguel Oliveira, garantiu hoje que a KTM «não faria nada que prejudicasse a carreira» do piloto português. Em causa está a decisão de promover no próximo ano à equipa de fábrica da categoria rainha (MotoGP) o sul-africano Brad Binder, que actualmente compete em Moto2, enquanto Miguel Oliveira se manterá na Tech3.

Em declarações ao site oficial da MotoGP, Hervé Poncharal garantiu que a KTM «gosta do Miguel (Oliveira)», pelo que «seria incapaz de fazer alguma coisa para prejudicar» a carreira do piloto de Almada.

«Houve um francês que tomou uma decisão estranha e criou um efeito dominó. Decidiu-se que o Brad ia para a equipa oficial. Disse que o piloto que preferia era o (espanhol) Iker (Lecuona). Gosto do estilo de condução dele. Somos uma equipa que está habituada a estrear pilotos mais novos», frisou Hervé Poncharal. O proprietário da Tech3 disse que «é preciso preparar o futuro, pegar em pilotos jovens e ajudá-los a crescer».

Sobre a permanência de Miguel Oliveira na equipa Tech3, Hervé Poncharal garantiu que a decisão foi do próprio piloto: «Os responsáveis da KTM falaram com ele em Misano e perguntaram-lhe se estaria pronto para ir para a equipa de fábrica. Ele disse que sim, mas que se tivesse as mesmas especificações técnicas que a equipa de fábrica preferia ficar na Tech3. É uma equipa mais familiar. A KTM está 100% com o Miguel. Gostam dele. Não fariam nada que prejudicasse a carreira», reforçou.

O piloto português ocupa o 16.º lugar do Mundial de MotoGP, com 33 pontos, na época de estreia na classe rainha. O melhor resultado foi um oitavo lugar conseguido no Grande Prémio da Áustria.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação