Guarda Racing Days fez furor nos treinos

No final do primeiro dia do Guarda Racing Days o balanço não pode ser mais positivo! Os pilotos gostaram da pista em terra e asfalto, ainda que com apenas 1,5 km. Altamente técnica e exigente, com desafios bem diferentes, permitiu muita emoção durante toda a tarde.

(auto.look2010@gmail.com) – Fotos: LUÍS COSTA e NUNO DINIS PHOTOS

Condições favoráveis a um extraordinário espectáculo desportivo, que atraiu largas centenas de pessoas à encosta por trás do Hotel Vanguarda. Os melhores tempos de treino foram conquistados por Pedro Rabaço, em kartcross, Fernando Peres, em Mitsubishi, e Alexandre Borges, em Semog, todos abaixo dos três minutos.

O primeiro dia do Guarda Racing Days foi dedicado aos treinos livres. Ainda no período da manhã as equipas fizeram o reconhecimento da pista com os elementos da organização, ao volante dos BMW X2 e X3 cedidos pelo concessionário Matos & Prata. À tarde, duas sessões de treinos livres, com duas passagens cada, permitiram aos pilotos conhecer melhor o traçado e surpreender o público que não arredou pé durante toda a tarde.

Estas sessões foram organizadas por categorias. Os primeiros foram os carros de ralis (categoria A), entre eles com o piloto de Coimbra, Pinto dos Santos “Pintanas”, que em Renault 4L deu o seu melhor e entusiasmou o público ao curvar quase em duas rodas, ainda que com registos muito modestos.

Emocionantes foram também as passagens dos rápidos José Cruz (Peugeot 306), Francisco Carvalho (Renault Clio), Hugo Lopes (Peugeot 208 R2). Seguiram-se os Off Road e Kartcross (C), com pilotos como o guardense António Matias (Mitsubishi), Alexandre Borges (Semog Bravo) e até o mais jovem piloto, Gonçalo Novo (Toyota Starlet).

O traçado foi depois ocupado pelos potentes mas pesados Todo Terreno (categoria B), com Rui Sousa, a destacar-se com um MINI, David Spranger (BMW Proto), Manuel Correia (Mitsubishi Evo 9) ou Márcio Rebelo (Nissan Terrano II). Os mais rápidos e consistentes nos tempos, na ordem dos 3 a 3.11 minutos, foram os SSV (categoria D), com os Can-Am de Armindo Araújo, actual campeão nacional de ralis, Pedro Matos Chaves, Luís Cidade, ou os Yamaha de Mário Franco, Pedro de Mello Breyner, entre outros, a proporcionar também um grande espectáculo.

Rui Sousa, que este ano assinala 25 anos de parceria ininterrupta com navegador Carlos Silva, participa no Guarda Racing Days, conduzindo pela primeira vez um Mini Rali Raid que levará à Baja de Aragon, como forma de iniciar as suas comemorações. No final das sessões de treinos, referia que os objectivos desta participação são «desfrutar do convite, agradecer o que o Luís Celínio tem feito pela Prolama, divertirmo-nos e partilhar um bocadinho do que é o desporto automóvel e do todo terreno com o público da Guarda, que foi fantástico, e não sendo a pista ideal para este carro, fizemos um bom espectáculo».

Armindo Araújo conquistou, nas duas sessões de treinos, os melhores tempos numa categoria diferente a que está habituado, a SSV. O piloto de Santo Tirso compete no Guarda Racing Days por «diversão e convívio» e mostrava-se muito satisfeito no final do primeiro dia: «O traçado é muito interessante e um excelente desafio para nós, pilotos e para os carros, tem vários tipos de pisos e é óptimo também para o público», referiu.

David Spranger acabou por ter um problema reparável no BMW Proto, no segundo treino livre, mas estava também satisfeito com o evento: «O objectivo é participar, proporcionar a alguns amigos e ao público um espectáculo. Viemos em diversão e tem um traçado engraçado. É melhor para os Can Am do que para os todo-o-terreno, e tivemos algumas dificuldades em fazer os cotovelos, que não são para este tipo de carros, mas o objectivo é divertir-nos e chegar ao fim».

Já Francisco Carvalho não escondeu a sua veia competitiva, aliada à diversão: «Penso que os carros de ralis não vão conseguir andar mais depressa que os Can Am, portanto o que nos podemos limitar é lutar pelo melhor lugar nos ralis. A pista é muito gira, tenho pena que tenha só um 1.5 km, mas aproveitaram-se os troços todos existentes e fez-se uma zona engraçada em termos de pilotagem. Toda a gente está muito satisfeita com a pista e eu também».

Para este domingo está reservada a verdadeira competição. A pista será novamente preparada para receber a passagem dos carros, primeiro em duas mangas e depois na final, encontrando-se o vencedor do Guarda Racing Days nas diversas categorias, bem como o vencedor absoluto.

O Guarda Racing Days é uma organização da Câmara Municipal da Guarda com o Clube Escape Livre e tem o patrocínio da AFN, Grupo Matos & Prata, Isuzu, Intermarché, Via Rápida, LIM, Best Travel, Roamer, Adega Cooperativa de Figueira de Castelo Rodrigo e SPAL. Conta com o apoio institucional da Natura IMB Hotels, Instituto Politécnico da Guarda e Associação de Bombeiros Voluntários Egitanienses, e o apoio à divulgação da RFM, Localvisão Guarda, Razão Automóvel, Diário de Coimbra, Jornal A Guarda, Diário de Viseu, Loba, Rádio Altitude e Terras da Beira.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação