GT3 Cup: “Uma experiência fora do normal”

Ricardo Megre e Manuel Alves, dois dos estreantes na GT3 Cup nesta jornada de Jerez de La Frontera – além de Miguel Moreno, o britânico Christopher Hillaby e Miguel Ferreira também fizeram o seu “baptismo” –, não escondem quanto «fantástico», para um piloto, é estar ao volante de um Porsche 911 GT3 Cup. E aquele último, vai até mais longe: «Uma experiência fora do normal».

(auto.look2010@gmail.com)

Ricardo Megre

Entre os participantes na quarta ronda da temporada no circuito andaluz figuram cinco novatos, já que a anunciada participação de Aloísio Monteiro, da Racing Factory, acabou por não se concretizar, com aquela equipa a comunicar à organização que o carro adquirido à P21 Motorsport não ficou pronto em tempo útil para a jornada na Andaluzia.

«Guiar este carro do troféu é um espetáculo», começou por declarar Ricardo Megre, pouco depois de ter rodado na pista de Jerez, para acrescentar de seguida, em jeito de explicação.

«Trabalho com a Porsche e sou instrutor certificado lá fora desde 2017 e já tinha experimentado o GT3 de estrada e ainda o 997 GT3 RS 4 litros, adorando ambos. Agora este, do troféu, com caixa Sadev deixa-nos deslumbrados. Só lamento não dispor de mais tempo para me adaptar ao carro. E gostava de fazer a GT3 Cup em 2023, mas será complicado, pois em breve estarei um mês em Istambul a trabalhar para a Porsche, mas este ano tentarei correr na prova do Estoril. Aliás, estou ligado ao troféu, a convite do José Monroy, e espero continuar», admitiu Ricardo Megre.

Manuel Alves

Deslumbrado, embora numa dimensão diferente, até por ser mais jovem, está Manuel Alves, a quem foi entregue para esta jornada espanhola o carro da Q&F: «A única experiência que eu tinha num carro mais potente foi com o CUPRA TCR, mas agora o que mais me surpreendeu foi a potência, o facto de ter tração traseira e a travagem, que me tem causado as maiores dificuldades. Olhe, é uma experiência fora do normal», refere o jovem piloto da Trofa, que faz questão de enaltecer.

«Tenho que agradecer à Q&F pelo convite que me endereçou e ainda ao Carlos Daniel e aos meus pais pela oportunidade de eu poder fazer aquilo que gosto, que é correr». E Manuel Alves, sobrinho do malogrado Paulo Alves, recentemente falecido, não deixou de evocar a memória do seu familiar e dirigente da ANPAC, hoje uma figura sempre presente nas corridas de velocidade portuguesas.

«O meu tio, Paulo Alves, foi uma pessoa muito importante na minha vida, tal como o meu pai. Sei que ele ia ficar feliz com esta oportunidade que agora me é proporcionada. Por aqueles que estão cá, pelo meu tio, que vai estar sempre comigo, obrigado pelo apoio», sublinhou Manuel Alves.

PROGRAMA DE JEREZ DE LA FRONTERA*

Domingo (dia 18)

08:00/8:20 – Qualificação 1

10:10/10:30 – Qualificação 2

11:55/12:20 – Corrida 1 (25 minutos)

15:05/15:30 – Corrida 2 (25 minutos)

*Hora de Portugal continental

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.