Grosjean e Magnussen vão deixar a Haas

Mick Schumacher, de 21 anos, beneficia do apoio da Ferrari, que fornece os motores à Haas.

(auto.look2010@gmail.com)

Os pilotos de Fórmula 1 Romain Grosjean e Kevin Magnussen vão deixar a Haas no final da temporada 2020, anunciou a equipa norte-americana, na véspera dos treinos livres do Grande Prémio de Portugal.

O nome dos seus substitutos ainda não é conhecido, mas o russo Nikita Mazepin e o alemão Mick Schumacher, filho do heptacampeão Michael Schumacher, ambos a competir na Fórmula 2, são apontados como os principais candidatos às vagas. Mick Schumacher, de 21 anos, beneficia do apoio da Ferrari, que fornece os motores à Haas.

O francês Romain Grosjean, de 34 anos, e o dinamarquês Kevin Magnussen, de 28, também já anunciaram as suas saídas na rede social Facebook: «Gostaria de agradecer a Romain e a Kevin pelo seu trabalho árduo e compromisso com a Haas nas últimas temporadas», refere em comunicado o chefe da equipa, Guenther Steiner.

Steiner recorda os bons momentos que passou com os dois pilotos e em especial a temporada de 2018, em que a Haas terminou no quinto lugar da classificação de construtores, na sua terceira temporada na F1.

«Romain e Kevin desempenharam um papel importante neste sucesso. Claro que ainda há muitas corridas em 2020. É um ano complicado, mas os dois pilotos deram tudo de si. Agradecemos a sua contribuição e dedicação em continuar a levar a equipa adiante até ao Grande Prémio de Abu Dhabi, em Dezembro», refere.

Com poucos lugares por preencher nas equipas para a próxima época, as hipóteses de Romain Grosjean e Kevin Magnussen de permanecer na F1 são remotas. O francês Romain Grosjean, que conquistou 10 pódios em 10 temporadas na F1 (2009 e depois 2012-2020), admitiu que estava interessado em participar no Mundial de resistência ou na Fórmula E (carros exclusivamente movidos a energia eléctrica).

O dinamarquês Kevin Magnussen, que subiu ao pódio uma vez desde 2014, expressou repetidas vezes o seu interesse na Fórmula Indy e assegurou que «continua a trabalhar nos (seus) projectos para o futuro», que irá anunciar «oportunamente».

O anúncio chega na véspera dos treinos livres para o Grande Prémio de Portugal, a decorrer no próximo fim-de-semana em Portimão, que constitui a 12.ª das 17 corridas da temporada 2020, abreviada pela pandemia do novo coronavírus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *