Góis Moto Clube distribui viseiras a instituições

Viseiras de protecção e sorrisos de ânimo foram distribuídas a várias instituições do concelho de Góis, numa iniciativa tomada a pulso pelo Góis Moto Clube e que, mais uma vez, enobrece o clube goiense. O Góis Moto Clube e a Junta de Freguesia de Góis vão, brevemente, distribuir milhares de máscaras de protecção pelo concelho.

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt)

Com o intuito de minimizar os perigos de propagação da Covid-19, ajudando a proteger quem luta diariamente contra a pandemia o Góis Moto Clube tomou a iniciativa de reunir viseiras de protecção e entregá-las a várias instituições do concelho goiense. No âmbito do combate à pandemia do novo coronavírus, o Góis Moto Clube está também a apoiar o grupo de voluntários que, nas próximas semanas, vai confeccionar milhares de máscaras de protecção para as distribuir também pelo concelho de Góis.

Pela Associação Humanitária os Bombeiros Voluntários de Góis, Secção Destacada de Alvares da Associação Humanitária os Bombeiros Voluntários de Góis, Lar e Centro de Dia São Mateus de Álvares e Cortes, Unidade Residencial Sagrada Família – Caritas Diocesana de Coimbra, Centro Social Rocha Barros, em Góis, Guarda Nacional Republicana de Góis – Posto Territorial de Góis e Santa Casa da Misericórdia de Góis – Equipamento Social de Vila Nova do Ceira, foram distribuídas 100 viseiras

«As viseiras de protecção são para utilização dos elementos que fazem proliferar as instituições acima referidas», disse Rui Paulo, presidente do Góis Moto Clube, realçando a «importância da solidariedade para com a comunidade, ajudando, sobretudo, as associações da área de jurisdição do nosso concelho».

A missão do Góis Moto Clube não vai ficar por aqui, uma vez que, em parceria com a Junta de freguesia de Góis, será posta em prática «a confecção de máscaras de protecção», para as distribuir também pelo concelho de Góis.

«Esta missão implica a aquisição de pano apropriado e outros materiais para o fabrico de máscaras para as fazer chegar à comunidade, embora reconhecemos que, por vezes, não é fácil fazer o distanciamento social, mas, nesta fase, é crucial que as pessoas usarem as máscaras de protecção», sublinhou Rui Paulo.

Alem de manterem os hábitos de higiene, nomeadamente a lavagem frequente das mãos, os goienses vão passar a usufruir de máscaras de protecção laváveis. A máscara não substitui outras medidas, é mais uma, adicional, a acrescentar à lista da lavagem das mãos, distanciamento social e fazer a etiqueta da tosse – a máscara não deve dar o sentimento de que não se podem fazer as outras coisas.

 

 

NÚMERO DE INFECTADOS

ULTRAPASSA OS TRÊS MILHÕES

Mais de três milhões de pessoas foram contagiadas pelo novo coronavírus em todo o mundo, 80% das quais na Europa e nos Estados Unidos da América, de acordo com o último balanço feito esta segunda-feira, às 20h50, pela agência France-Presse.

Pelo menos 3.003.344 casos de infecção pelo SARS-CoV-2, assim como 209.388 mortes, foram registadas no mundo inteiro desde o início da pandemia.

A Europa continua a ser o continente mais afectado, com 1.399.779 casos confirmados e 126.223 óbitos. Os Estados Unidos são o país mais atingido pela doença Covid-19, com 980.008 casos de contágio e 55.637 mortes.

Contudo, a agência noticiosa francesa adverte que o número de casos diagnosticados poderá reflectir apenas uma fracção do número total de infecções no planeta, uma vez que vários países apenas estão a testar os casos graves. Em Portugal, morreram 928 pessoas das 24.027 confirmadas como infectadas, e há 1.357 casos recuperados, de acordo com a Direcção-Geral da Saúde. Portugal cumpre o terceiro período de 15 dias de estado de emergência, iniciado em 19 de Março, e o Governo já anunciou a proibição de deslocações entre concelhos no fim de semana prolongado de 1 a 3 de Maio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: