Gabriele Tarquini imparável em Aragon

Ao volante de um Hyundai Elantra N, o italiano sagrou-se vencedor da primeira corrida do WTCR no Motorland Aragón, adquirindo uma vantagem considerável para oposição para liderar de fio-a-pavio.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

O piloto Gabriele Tarquini (Hyundai Elantra N) mostrou que “velhos são os trapos” e, aos 59 anos de idade, venceu a primeira corrida da jornada espanhola do WTCR, ao tirar partido do facto de ter sido 10.º na Q2, o que lhe garantiu a “pole position” para a Corrida 1, posição que não desperdiçou para chegar à vitória.

Mais rápido a reagir ao sinal de partida, o italiano assumiu o comando logo nos primeiros metros e, apesar de, durante as primeiras voltas, ter tido o espanhol Mikel Azcona (Cupra) colado aos seus escapes, foi-se afastando do seu perseguidor o qual acabou por ter de contentar-se com o segundo lugar.

Se as duas primeiras posições cedo ficaram definidas, já a luta pela terceira posição foi intensa, com o holandês Tom Coronel (Audi RS3 LMS) a conseguir alcançar o lugar mais baixo do pódio, após intensa batalha com um grupo de adversários.

Nesta luta contam-se os franceses Nathanael Berthon (Audi RS3 LMS) e Yann Ehrlacher (Lynk & Co 03), o húngaro Norbert Michelisz (Hyundai Elantra N) e o belga Frédéric Vervisch (Audi RS3 LMS), com Tom Coronel a cautelar-se no confronto directo para evitar danificar o carro, uma vez que parte da ”pole” para a Corrida 2 e não quis perder a oportunidade de poder alcançar a vitória.

Como era esperado, os Honda “arrastaram-se” no traçado aragonês, com o argentino Esteban Guerrieri (Honda Civic), 15.º, a ser o melhor dos pilotos da marca nipónica. Já o português Tiago Monteiro, também em Honda Civic, que teve na fase inicial de parar na “box”, em consequência de um furo, a terminar na última posição.

Classificação – 1.º Gabriele Tarquini (Hyundai Elantra N), 10 voltas; 2.º Mikel Azcona (Cupra Leon), a 1,880”; 3.º Tom Coronel (audi RS3 LMS), a 8,455”; 4.º Nathanael Brethon (Audi RS3 LMS), a 9,531”; 5.º Yann Ehrlacher (Lynk & Co 03), a 10,416”; 6.º Gilles Magnus (Audi RS3 LMS), a 10,578”; 7.º Norbert Michelisz (Hyundai Elantra N), a 11,410”; 8.º Frédéric Vervisch (Audi RS3 LMS), a 12,161”; 9.º Jean-Karl Verney (Hyundai Elantra N), a 13,263”; 10.º Thed Bjork (Lynk & Co 03), a 14,132”; …; 21.º Tiago Monteiro (Honda Civic), a 49,603”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *