Futuro verde em Portugal de Lés-a-Lés

Motociclistas promovem reflorestação sustentada em todo o país durante o 5.º Portugal de Lés-a-Lés, de 2 a 5 de Outubro, liga Vila Pouca de Aguiar à Praia de Faro, passando por Pampilhosa da Serra e Coruche.

(auto.look2010@gmail.com)

Marcada pela grande adesão, batendo uma vez mais o recorde de inscritos do ano anterior, a quinta edição do Portugal de Lés-a-Lés Off-Road volta a materializar a preocupação de todos os motociclistas com a preservação da floresta nacional.

Travessia que levará cerca de 350 aventureiros de Vila Pouca de Aguiar à Praia de Faro, com paragens em Pampilhosa da Serra e Coruche, com mais de 300 quilómetros diários quase exclusivamente em caminhos de terra batida, em contacto muito próximo com a natureza.

E “transportando” importante contributo para a recuperação de uma floresta fortemente depauperada pelos incêndios e pela “eucaliptização”, com a sensibilização das populações visitadas, com particular incidência nos mais jovens.

Assim, depois das 3.560 árvores autóctones de oito espécies diferentes, distribuídas em 2017 por oito concelhos entre Boticas e Silves, a aposta na transformação da floresta nacional e na sua maior sustentabilidade focou-se, no ano seguinte, nos alunos do ensino básico, com 645 árvores entregues em estabelecimentos de ensino de quatro concelhos, de sobreiros a pilriteiros, de zelhas a cedros do Buçaco.

Seguindo esta filosofia, a Federação de Motociclismo de Portugal promove agora a 3.ª Campanha de Sensibilização Reflorestar Portugal de Lés-a-Lés, com a caravana fortemente internacionalizada a testemunhar a plantação simbólica de uma árvore autóctone no recreio de várias escolas.

Momento acompanhado pela distribuição de banda desenhada produzida especificamente para esta ocasião e contendo alguma informação mais “científica” sobre as nossas espécies autóctones. Numa 2.ª fase, por alturas do Dia Nacional da Floresta Autóctone (23 de Novembro) e aproveitando as condições climatéricas mais adequadas, serão distribuídas árvores a todos os alunos envolvidos nesta campanha para que possam plantar nos jardins ou terrenos próprios.

Para já, nesta 1.ª fase, coincidente com a 5.º Portugal de Lés-a-Lés Off-Road, a iniciativa começará no dia 2 de Outubro, pelas 11h00, no Agrupamento de Escolas de Vila Pouca de Aguiar, com os cerca de 300 alunos a testemunharem a plantação simbólica de um freixo (Fraxinus angustifolia), prosseguindo na quinta-feira, à mesma hora, na Escola Básica D. Eurico Dias Nogueira, em Dornelas do Zêzere, e, durante a tarde (15h00), na Escola Básica Escalada (Escola Sede), ambas na Pampilhosa da Serra, onde serão plantados dois sobreiros (Quercus suber).

Travessia do mapa continental que levará ainda informação sobre a reflorestação aos 50 alunos da Escola Básica e Jardim de Infância da Erra, que têm tido uma participação bastante activa em acções de reflorestação em Coruche. Eco-Escola integrada no programa internacional da Foundation for Environnmental Education que visa apoiar iniciativas e reconhecer o trabalho desenvolvido pelas escolas no âmbito da Educação Ambiental para a Sustentabilidade e onde será plantado um pinheiro-manso (Pinus pinea) no dia 4 de Outubro, às 10h00.

Espécie que será também introduzida em Faro, com ajuda dos mais de 400 alunos do Agrupamento de Escolas de Montenegro, no ponto final da uma grande maratona mototurística onde a resistência física é importante para responder às exigências de condução por todo o tipo de caminhos. E onde o muito heterogéneo pelotão poderá atestar a eficácia das acções de reflorestação levadas a cabo em anos anteriores, procurando garantir um futuro mais verde para Portugal.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação