Furo de Evans “oferece” vitória a Neuville

Piloto inglês viu esfumar-se a vantagem de 11,5 segundos na sequência de um furo na última especial, entregando de bandeja o triunfo ao belga da Hyundai Motorsport, saindo do Rali da Córsega na liderança do WRC, com 82 pontos, mais dois que Sébastien Ogier, que soma 80.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Final dramático na Volta à Córsega, com o belga Thierry Neuville (Hyundai i20 Coupe WRC) a vencer pela primeira vez este ano e a subir ao comando do campeonato, com dois pontos de vantagem sobre o francês Sébastien Ogier (Citroën C3 WRC) e cinco sobre o estónio Ott Tanak (Toyota Yaris WRC), em consequência de um furo no pneu dianteiro direito do Ford do inglês Elfyn Evans na “Power Stage”.

À partida para as duas derradeiras especiais da prova, o belga tinha 4,5” de vantagem sobre o inglês, mas em Eaux De Zilia (31,85 km), Elfyn Evans foi o mais rápido, ganhou 16 segundos ao seu adversário e entrou para a “Power Stage” com 11,5 segundos de avanço sobre o piloto da marca sul-coreana, vantagem que parecia suficiente para alcançar a sua segunda vitória mundial.

Só que como é costume dizer no desporto automóvel “para chegar em primeiro, primeiro é preciso chegar” e foi isso que sucedeu. Em consequência do furo Elfyn Evans perdeu quase 1m30s e foi relegado para o lugar mais baixo do pódio, o que permitiu ao francês Sébastien Ogier (Citroën C3 WCR) terminar em segundo, depois de uma prova em que esteve longe de repetir exibições anteriores, mas em que soube estar no sítio certo para aproveitar os problema alheios.

Os restantes pilotos mantiveram as posições que detinham à partida de Bastia, com o inglês Kris Meeke (Toyota Yaris WRC) a arrecadar os cinco pontos suplementares da “Power Stage”, sendo, com o estónio Ott Tanak (Toyota Yaris WRC), que não merecia ter terminado no sexto lugar, depois da prova que fez, a cumprir os 19,34 km da “Power Stage” em menos de 10 minutos.

Após a prova corsa ficou claro que o título será jogado, tal como no ano passado, entre Thierry Neuville, Sébastien Ogier e Ott Tanak, uma vez que a vantagem do estónio para o quarto, Elfyn Evans, é já de 44 pontos.

FICHA DA PROVA

Rali – Corsica Linea Tour de Corse

Data – 28/31 de Março

Organizador – Federation Française du Sport Automobile

Estrutura – 1 194,06 km divididos por três etapas: Porto Vecchio – Bastia (510,68 km); Bastia – Bastia (489,18 km); Bastia – Calvi (194,20 km)

PC – 14 (6 + 6 + 2)

Extensão das PC – 347,51 km (121,82 km + 174,50 km + 51,19 km)

Percentagem das PC – 29,10 %

Inscritos – 96 (14 RC1, 25 RC2, 15 RC3, 35 RC4, 4 RC5, 3 RGT)

Participantes – 95 (14 RC1, 25 RC2, 14 RC3, 35 RC4, 4 RC5, 3 RGT)

Classificados – 69 (14 RC1, 16 RC2, 9 RC3, 24 RC4, 3 RC5, 3 RGT)

Comandantes sucessivos

Absoluto – Elfyn Evans, na 1.ª PC; Ott Tanak, na 2.ª e 3.ª PC; Elfyn Evans, da 4.ª à 8.ª PC; Ott Tanak, na 9.ª e 10.ª PC; Elfyn Evans, na 11.ª PC; Thierry Neuville, na 12,ª PC; Elfyn Evans, na 13.ª PC; Thierry Neuville, na 14.ª PC

RC1 – Elfyn Evans, na 1.ª PC; Ott Tanak, na 2.ª e 3.ª PC; Elfyn Evans, da 4.ª à 8.ª PC; Ott Tanak, na 9.ª e 10.ª PC; Elfyn Evans, na 11.ª PC; Thierry Neuville, na 12,ª PC; Elfyn Evans, na 13.ª PC; Thierry Neuville, na 14.ª PC

RC2 – Eric Camilli da 1.ª à 8.ª PC; Fabio Andolfi, da 9.ª à 14.ª PC

RC3 – Emannuel  Guigou, da 1.ª à 14.ª PC

RC4 – Ian Solans, na 1.ª PC; Tom Kristensson, da 2.ª à 13.ª PC; Julius Tannert, na 14.ª PC

RC5 – Emannuel Bracconi, da 1.ª à 14.ª PC

RGT – Enrico Brazzoli, da 1.ª à 14.ª PC

Vencedores

Absoluto – Thierry Neuville/Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupé WRC)

RC1 – Thierry Neuville/Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupé WRC)

RC2 – Fabio Andolfi/Simone Scattolin (Skoda Fabia R5)

RC3 – Emannuel Guigou/Alexandre Coria (Renault Clio R3T))

RC4 – Julius Tannert/Jurgen Heigl Courbon (Ford Fiesta R2)

RC5 – Emannuel Bracconi/Florian Saoletti (Renault Twingo R1)

RGT – Enrico Brazzoni/Manuel Fenoli (Abarth 124 Rally)

CLASSIFICAÇÃO

POS. EQUIPA CARRO TEMPO
1.º Thierry Neuville/Nicolas Gilsoul Hyundai i20 Coupé WRC 3.22’59,0″
2.º Sébastien Ogier/Julian Ingrassia Ford Fiesta WRC a 40,3″
3.º Elfyn Evans/Scott Martin Ford Fiesta WRC a 1’06,6″
4.º Dani Sordo/Carlos del Barrio Hyundai i20 Coupé WRC a 1’18,4″
5.º Teenu Suninen/Marko Salminen Ford Fiesta WRC a 1’24,6″
6.º Ott Tanak/Martin Jarveoja Toyota Yaris WRC a 1’40,0″
7.º Esapekka Lappi/Janne Ferm Citroen C3 WRC a 2’09,1″
8.º Sébastien Loeb/Daniel Elena Hyundai i20 Coupé WRC a 3’39,2″
9.º Kris Meeke/Sebastian  Marshall Toyota Yaris WRC a 5’06,3″
10.º Jari-Matti Latvala/Mikka Antilla Toyota Yaris WRC a 6’44,6″

OS MAIS RÁPIDOS

1.º 2.º 3.º 4.º 5.º 6.º
Elfyn Evans 4 3 1 2 2 1
Ott Tanak 3 6 2 2 0 0
Thierry Neuville 3 3 1 4 2 0
Kris Meeke 3 2 2 1 1 2
Dani Sordo 1 0 2 0 1 2
Sébastien Ogier 0 1 1 3 3 1
Teemu Suninen 0 0 3 0 2 2
Sébastien Loeb 0 0 1 1 1 3
Esapekka Lappi 0 0 0 1 0 2
Jari-Matti Latvala 0 0 0 0 2 2

CLASSIFICAÇÕES DOS “MUNDIAIS”

PILOTOS – 1.º, Thierry Neuville, 82 pontos; 2.º, Sébastien Ogier, 80; 3.º, Ott Tanak, 77; 4.º, Elfyn Evans, 43; 5.º, Kris Meeke, 42; 6.º, Esapekka Lappi, 26; 7.º, Sébastien Loeb, 22; 8.º, Dani Sordo, 16; 9.º, Jari-Matti Latvala, 15; 10.º, Teemu Suninen, 14; 11.º, Andreas Mikkelsen, 12; 12.º, Benito Guerra, 8; 13.º, Gus Greensmith e Marco Bulacia Wilkinson, 6; 15.º, Yoann Bonato e Pontus Tidemand, 4; 17.º, Stéphane Sarrazin e Ole Christian Veiby, 2; 19.º, Adrien Fourmaux, Riardo Triviño e Janne Tuohino, 1

MARCAS – 1.º, Hyundai Shell Mobis WRT, 114 pontos; 2.º, Citroen Total WRT, 102; 3.º, Toyota Gazoo Racing WRT, 98; 4.º, M-Sport Ford WRT, 70

PRÓXIMA PROVA – XION Rally Argentina, de 25 a 28 de Abril.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *