Frederico Rocha optimista em Cabeceiras de Basto

Está tudo a postos para o jovem piloto abordar a última ronda do Campeonato Nacional de Enduro, versão 2021, a desenvolver no território de Cabeceiras de Basto. Aos comandos de uma TM 250, o conimbricense desbrava traçados de elevada exigência e perícia técnica já a pensar na época 2022.

(auto.look2010@gmail.com) – Fotos: JOÃO DA FRANCA

Num percurso de muitas pedras, outros obstáculos e pontos de aceleração, Frederico Rocha vai ser, com toda a certeza, um estratega para superar os contratempos com que irá confrontar este domingo nas frias serras de Cabeceiras de Basto. O piloto de Coimbra sabe de antemão da responsabilidade que carrega nos ombros para elevar o nome dos seus parceiros num campeonato bastante competitivo.

Será ao longo de um percurso de artimanhas, curvas e cotovelos apertados, declives muito acentuados, que Frederico Rocha tenta ultrapassar montes de rochas e pedras, vales escorregadios, entre outros caminhos espinhosos, que o levará a um lugar de destaque.

Não obstante todas essas embrulhadas, aventuras e peripécias, a que se junta um início de campeonato muito atribulado, o piloto de Coimbra já esqueceu o afastamento da etapa inaugural, devido a lesão, e nos últimos compromissos teve a coragem de evidenciar a sua raça e abnegação.

A ronda de Cabeceiras de Basto é mais um marco na sua ainda jovem mas recheada carreira, em que Frederico Rocha, aos comandos de uma TM 250, com as cores Alves Bandeira e Lugrade, está optimista para trilhar os caminhos do sucesso. O conimbricense tem prosseguido a sua actividade desportiva a bom ritmo e, por isso, a legitimidade da confiança num bom resultado na classe Open para encerrar o Campeonato Nacional de Enduro 2021.

A época de 2022 já está ao virar da esquina e Frederico Rocha está apostado em manter a sua inegável dedicação e concentração, mas primeiro terá pela frente a prova Cabeceiras de Basto, na região Norte e sub-região do Ave.

O percurso para o Enduro deste domingo tem cerca de 50 quilómetros por volta (especiais incluídas) com três provas Especiais Cronometradas: Enduro Test com 4.000 metros localizada em Abadim, junto ao Aeródromo; Extreme Test com 1.300 metros em Chacim e Cross Test com 5.500 metros no Aeródromo. O traçado será percorrido por 3,5 voltas pelos pilotos Elite e Open; três voltas para Verdes, Veteranos e Senhoras; duas voltas para Super Veteranos, Promoção e Hobby.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.