Fred Rocha “trepa como uma era” nos ISDE

Piloto de Coimbra continua a conduzir a sua Husqvarna de forma forte e firme e, no final do terceiro dia dos International Six Days Enduro, “trepou” 14 lugares na classe C1 e, na classificação geral, “apoderou-se” de 44 posições no cômputo geral.

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt)

O baptismo de Frederico Vilaranda Rocha nos International Six Days Enduro (ISDE), apadrinhado pelo pai e treinador, está a ter um curso profícuo e bastante motivado, fruto de muita confiança e vontade de vencer. A motivação é, efectivamente, o selo do carácter e da tenacidade de um jovem que, com apenas 17 anos, mostra uma fibra de enorme combatividade.

A chuva que caiu na região do Autódromo Internacional do Algarve “alagou” ainda mais o “poço” do “filão” de entusiasmo do jovem piloto, provocando mais um “tsunami” nas proximidades de Portimão a que se estendeu à Serra de Monchique. Com 266 quilómetros pela frente, o denominado “Desafio de Monchique” provocou uma energia e uma brisa muito forte na audácia de Fred Rocha, motivando uma recuperação notável.

A chuva foi, naturalmente, uma ajuda preciosa para o jovem piloto de Coimbra que, “empurrado” pela coragem, também esteve nos “engarrafamentos” em algumas passagens, levando, inclusivamente, a organização a encurtar o traçado para os pilotos que não integram as selecções. Apesar deste desfecho, Fred Rocha não arrepiou caminho e, estimulado pelo S. Pedro, foi ganhando posições nas classificações em que está evolvido.

Na classe C1, o jovem conimbricense ascendeu de 40.° para o 26° lugar, enquanto à geral, subiu de 123.° para 79.°, o que traduz na perfeição a confiança e raça que evidencia cada dia que passa, com a particularidade do enigma com o travão da frente da sua Husqvarna estar completamente resolvido.

Frederico Vilaranda Rocha está confiante para abordar o quarto dia de competição, a realizar esta quinta-feira, partindo para o “Desafio de Monchique” às 8h14, com a estratégia bem delineada: melhorar ainda mais a posição na tabela classificativa.

Com a chuva por companhia nas primeiras horas da manhã, num percurso semelhante desta quarta-feira. No entanto, o piloto de Coimbra não vai poder contar com o companheiro de clube Rodrigo Luz, que abandonou hoje com a clavícula partida, mas terá a parceria de Gonçalo Salgado, posicionado na 80.ª posição na classe C1 e 193.° da classificação geral.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação