Fred Rocha superou as “Olimpíadas” do Enduro

Aos 19 anos de idade, o piloto de Coimbra superou com sucesso a 95.ª edição dos International Six Days Enduro, na região italiana da Lombardia, integrado no Team IS3 Portugal, aos comandos de uma TM 125 com o número 651 com as cores azuis Alves Bandeira.

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt)

Os desportos motorizados são, certamente, os mais exigentes, tanto ao nível físico, como no contexto psíquico. A concentração é fundamental para levar as máquinas ao parque fechado e reclamar os dividendos. Nem só das vitórias vivem os pilotos. O facto de estarem à partida e ter o “poder” de chegarem ao fim, é como se fosse um imaculado triunfo.

Todos, sem excepção, procuram fazer o melhor, de forma a agradecer, senhorialmente, a confiança depositada pelos parceiros. Por via desse e de outros factores, os pilotos são sempre os protagonistas que estão na mira das equipas, organizadores, patrocinadores, entre outros, uma vez que, o mais pequeno erro, pode revelar-se fatal.

Fred Rocha é um piloto que, embora muito jovem, de 19 anos de idade, leva à risca esta “sentença”. O piloto de Coimbra envolveu-se de “alma-e-coração” na 95.ª edição dos International Six Days Enduro, competição que decorreu nos agrestes percursos do território italiano da Lombardia.

Aos comandos de uma TM 125 com as cores Alves Bandeira, Fred Rocha, colocou em prática todo o seu conhecimento ao serviço do Team IS3 Portugal, contando para o efeito com recheado com o talento de Fernando Sousa e Fernando Sousa Jr.

Apear de “mergulhado” em inúmeras “aventuras e peripécias”, em que não escapou a problemas do foro mecânico, o piloto de Coimbra, apoiado por autolook.pt, e os dois companheiros, conseguiram ultrapassar uma prova de seis dias de enorme sofrimento.

Antes de ter cruzado a linha de chegada em termos globais, afinal o principal objectivo que todos ambicionam, Fred Rocha teve de rever a “matéria dada”, confrontar o “exame” do motocross e encerrar mais um ciclo na sua ainda jovem carreira, mas bastante preenchida sucessos.

Ultrapassado o teste no derradeiro dia e com a alegria estampada no rosto, não apenas pela superação dos International Six Days Enduro, como pela pesada carga de aprendizagem, o piloto de Coimbra entrou na festa a agradecer o apoio familiar, parceiros e amigos, agitando entusiasticamente as bandeiras de Portugal, Coimbra e Alves Bandeira.

Fred Rocha solenizou a sua segunda participação nos International Six Days Enduro (ISDE), considerada as “Olimpíadas” da disciplina, a retribuir o apoio dos parceiros com um “obrigado”, nomeadamente a AC Motos TM, Alves Bandeira, Lugrade, Secção de Desportos Motorizados da Associação Académica de Coimbra, Hospital da Luz Coimbra, Freguesia de Santo António dos Olivais, Airoh, Form Botts, Salgados Motos, Elimoto, Seven, Município de Coimbra, Autolook, Pushcraft, Sociescapes e Briopul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *