Fred Rocha evoluiu no Mundial do Peso da Régua

Piloto de Coimbra esteve envolvido este fim-de-semana na segunda ronda do Campeonato do Mundo de Enduro, desta vez no Peso da Régua e Armamar, com uma atuação em crescendo, amealhando mais uma boa dose de conhecimento tendo em vista as restantes provas em agenda.

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt) – Fotos: JOÃO DA FRANCA

Aos comandos de uma Fantic XE 125, Frederico Rocha voltou a mostrar o seu talento na concorrida classe Youth Cup referente ao Grande Prémio de Portugal do Mundial de Enduro. No pretérito fim-de-semana, o piloto conimbricense da Fantic Portugal iniciou a prova de Peso da Régua e Armamar com o 14.º lugar.

Tratou-se de um «começo aquém do desejável, em que senti algumas dificuldades na fase inicial mas que, paulatinamente, fui conseguindo ultrapassar as dificuldades e a adquirir o ritmo mais desejado, numa prova bastante dura», referiu Frederico Rocha.

Retemperadas as energias durante a noite, o segundo dia, contudo, parecia uma fotocópia do dia anterior: «Por incrível que pareça, o segundo dia de prova foi um pouco sofrível na parte inaugural, mas à semelhança do primeiro dia, fui alcançando o registo que mais convinha, acabando por terminar na 12.ª posição», sublinhou o conimbricense.

No Grande Prémio de Portugal, segunda prova do Campeonato do Mundo de Enduro, Frederico Rocha, único piloto lusitano a evoluir na classe Youth Cup, reconhece que conseguiu «evoluir ao longo da corrida» e que tem «velocidade para andar no top 10», dando os parabéns à organização pela prova incrível que desenhou e que permitiu evoluir entre os melhores pilotos de Enduro mundial».

No Campeonato Nacional de Enduro, o piloto conimbricense lidera com uma boa vantagem a classe Open, também aos comandos da Fantic XE 125, preparada pela BRC com as cores Alves Bandeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.