Fred Rocha está operacional para os ISDE em Itália

Está tudo a postos para o arranque da 95.ª edição dos International Six Days Enduro, competição com início segunda-feira em território italiano da Lombardia. O conimbricense da TM/Alves Bandeira, Fred Rocha, apoiado por autolook.pt, integra o Team IS3 Portugal.

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt)

É já a partir de segunda-feira, entre a Lombardia e Piemonte, no norte de Itália, que a “tocha” das “Olimpíadas” do Enduro atinge a chama das fortes emoções, com o jovem piloto de Coimbra, Fred Rocha, prevenido para as dificuldades que vai encontrar nas exigentes especiais desenhadas entre a Lombardia e Piemonte.

Seis dias de intensa adrenalina é o que está reservado para o piloto da TM 125/Alves Bandeira, apoiado por autolook.pt, em que o derradeiro dia é circunscrito ao motocross, uma disciplina das duas rodas em que Fred Rocha não está familiarizado, mas que, no entanto, ambiciona superar as expectativas e encerrar mais um ciclo de índole internacional. Trata-se da habitual manga de motocross a desenrolar no circuito italiano de Tazio Nuvalori.

De 30 de Agosto e 4 de Setembro, Fred Rocha, que alinha com as cores lusas do Team IS3 Portugal juntamente com Fernando Sousa e Fernando Sousa Jr., está optimista para mais este desafio. Nas “Olimpíadas do Enduro”, que conta ainda com mais uma dezena de pilotos nacionais, entre os seniores masculinos e femininos, e juniores, o jovem conimbricense tem uma visão alargada dos embaraços que a própria competição pode oferecer, devido à sua primeira participação em Portugal.

Tratou-se da 94.ª edição dos International Sixs Days Enduro de 2019 que teve como cenário o território algarvio, junto ao monumental Autódromo Internacional do Algarve (AIA), nos arredores de Portimão, com Fred Rocha a “beber”, e muito, da sabedoria dos melhores pilotos da actualidade mundial.

«Naturalmente que os índices de motivação estão em alta e, obviamente, que ambiciono, legitimamente, chegar ao final mais uma vez. Outro dos grandes objectivos traçados passa por continuar a aprender o máximo possível entre os melhores do Mundo», sublinhou Fred Rocha que já se encontra há alguns dias na Lombardia.

Ainda de acordo com o piloto de Coimbra, que não se esqueceu em casa da bandeira da cidade para a mostrar pelos quatro cantos do mundo, outro dos propósitos nos ISDE de Itália passa por «devolver a ajuda e confiança que os meus patrocinadores e família depositam em mim, assim como a todos aqueles que apoiam os êxitos desportivo e pessoais».

Depois de ter ficado para trás a habitual cerimónia e apresentação de mais de 600 pilotos provenientes de três dezenas de nações em Rivanazzano Terme, a cerca de 30 quilómetros da histórica cidade de Pavia, segunda-feira, bem cedo, os motores ligam-se para mais uma edição da mítica prova dos International Sixs Days Enduro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *