Fred Rocha enguiçado no Marco de Canaveses

Depois de tanto trabalho em afinar a participação na jornada inaugural do Campeonato do Mundo de Enduro, o jovem piloto de Coimbra viu-se obrigado a abdicar da prova na sequência da cedência do guia da corrente da sua TM 125.

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt)

As avarias, quedas, obstáculos, entre muitos outros, alimentam as histórias e peripécias nas provas motorizadas. É como o fermento de padeiro que faz com que o pão deve ser deixado a levedar a uma temperatura não muito alta. Mas alta eram as pretensões de Frederico Rocha para Marco de Canaveses, o centro mundial do Enduro que, este fim-de-semana, é palco de emoções fortes nas duas rodas.

Apesar de ter preparado todos os apetrechos para enfrentar condignamente os melhores pilotos do mundo a especialidade, o jovem de Coimbra não teve a sorte pelo seu lado, com a cedência do guia de corrente da sua TM 125, resultando no inevitável abandono na quinta especial do dia.

Em declarações ao site “offroadmoto”, Frederico Rocha, que integra a classe Youth Cup do EnduroGP, sublinhou que «de tantas vezes a corrente saltou que a mesma cortou alguns raios», da moto, adiantando que «foi um dia para esquecer com problemas na embraiagem e guia da corrente, mas amanhã (domingo) tentamos de novo».

Na Super Especial disputada na sexta-feira, o piloto conimbricense esteve em bom nível, razão pela qual entrou hoje na prova bastante motivado, mas as contrariedades acabaram por ditar o abandono. Contudo, Frederico Rocha, que nunca se dá por derrotado, torneou as dificuldades com afinco para levar a TM 125 até ao local da sua assistência para que seja recuperada pelos elementos da equipa a fim de integrar o pelotão logo pela manhã desde domingo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *