Fred Rocha capta experiência no Mundial

Piloto autolook.pt vai estar duas semanas fora do país para esgrimir argumentos em duas provas pontuáveis para o Mundial de Enduro a desenvolver em Réquista (França) e Spoleto (Itália). Cabe a Marco de Canaveses receber duas provas para Frederico Rocha resplendecer.

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@gmail.com)

Estratega por natureza, Frederico Rocha, de apenas 18 anos de idade e conhecido por Fred nos meandros do desporto nacional das duas rodas, está de malas aviadas para França. A partida tem lugar esta segunda-feira, em Coimbra e, a chegada, será em Réquista, cenário privilegiado para a prova inaugural do Campeonato do Mundo de Enduro.

Apesar das equipas e pilotos assentarem arraiais no território sulistas francês, o centrista lusitano não ambiciona perder o norte no contexto da aprendizagem, deixando-se injectar da experiência de quem tem mais traquejo a fim de injectando fortificar os seus dotes. Para Réquista, prova que terá lugar de 18 a 20 de Setembro, Frederico Rocha, que tripula uma Husqvarna TX 125, está optimista, até porque «cada vez que disputamos uma competição queremos ganhá-la».

Todavia, este conjunto de provas programadas reúne um complexo mas aliciante desafio que tem por finalidade adquirir o maior número de ensinamentos para os colocar em prática nas provas posteriores. Portanto, o piloto que nasceu a 16 de Abril de 2002, em Coimbra, cidade do conhecimento, não esconde que pretende “descodificar” todos os enigmas da modalidade em territórios além-fronteiras.

«Naturalmente que estou motivado para mais uma experiência de índole internacional. Com o final do campeonato em Portugal e o cancelamento do International Six Days Enduro (ISDE), considerado por muitos como as “Olimpíadas do Motociclismo” e que estava programado para o final de Agosto e início de Setembro deste ano na Lombardia-Piemonte, em Itália, virámo-nos para este conjunto de provas com selo universal», começou por referir Fred Rocha.

«Como já referi, estamos determinados para o que nos reserva, mas o mais importante passa por concluir as quatro provas que integram o calendário e, com isso, colher o maior número de pontos, começando já em Réquista, em França, prosseguindo em solo italiano, em Spoleto, a desenvolver de 25 a 27 do corrente mês», esclareceu o jovem e promissor piloto conimbricense.

Depois de duas semanas de aventuras e peripécias por França e Itália, a equipa de Fred Rocha, liderada pelo pai Nuno Rocha, regressa a Portugal para mês e meio de descanso planeado, uma vez que pilotos e máquinas do Mundial de Enduro voltam a reunir no norte do país, mais concretamente em Marco de Canaveses, para a dupla etapa a desenvolver de 6 a 8 e entre 13 a 15 de Novembro.

Recorde-se que foi no território de Marco de Canaveses que o jovem Fred Rocha sagrou-se campeão nacional da categoria Verdes 1 e Youth Cup, então aos comandos da Husqvarna TX 125 com a qual vai apostar no Mundial de Enduro.

A vida é como uma montanha e, a cada dia que passa, as dificuldades atravessam o nosso caminho e, para chegar ao topo, é preciso muito trabalho e afinco. É, forçosamente, necessário subir degrau a degrau. Nada pode abater esse desiderato. Com vitórias e derrotas. Nada pode abater as nossas ambições. Fred Rocha já vai a caminho de Réquista e na bagagem segue muita coragem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: