Francisco Sande e Castro regressa ao Jaguar XJS

Os 250 KM do Estoril estão envoltos numa novidade de se “tirar o chapéu”: O piloto icónico Francisco Sande e Castro volta a competir de Jaguar XJS V12, passados 35 anos.

(auto.look2010@gmail.com)

Francisco Sande e Castro regressa ao Autódromo do Estoril com um Jaguar XJS V12, para competir na última prova deste ano do Group1 Portugal, já este fim‑de‑semana. Passados 35 anos, volta a ser possível ver o consagrado piloto aos comandos de um fantástico Jaguar XJS V12 no Autódromo do Estoril, depois de aceitar o convite do piloto André Castro Pinheiro para correrem juntos nos 250 KM do Estoril e confirmarem o primeiro lugar no Troféu H81-Max do Group 1 Portugal, que André Castro Pinheiro lidera à entrada para esta última prova.

Em 1983, Francisco Sande e Castro trouxe um Jaguar de Inglaterra para competir no campeonato nacional de velocidade, cuja decoração (Brut 33) impressionou os aficionados e o público em geral.

Apesar de alguns problemas de preparação e de o Jaguar ter terminado a sua breve “carreira” num embate frontal com um carro de bombeiros, a presença e a potência deste fantástico Jaguar XJS V12 perdura na memória de todos os que tiveram o privilégio de o ver em pista, pilotado pelo consagrado piloto Francisco Sande e Castro.

Segundo Francisco Sande e Castro, vai ser «uma experiência fantástica voltar a competir num carro que tanto prazer me deu conduzir em prova há 35 anos. Sinto-me como uma criança a quem deixam brincar com um brinquedo novo».

André Castro Pinheiro acrescentou que «desde a primeira hora em que conheci o Francisco e lhe falei neste projecto (tinha acabado de comprar o carro base) que fiquei com vontade de um dia podermos dividir a sua condução». «Não havia melhor oportunidade do que agora – numa corrida de endurance no Estoril, a última prova da temporada e onde partimos na liderança da categoria, fortemente motivados para a vencer», sublinhou André Castro Pinheiro.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação