Francesco Bagnaia e Ducati imparáveis em Assan

O italiano conquistou este domingo o GP dos Países Baixos, em Assen, com o português Miguel Oliveira a terminar no 9.º lugar, um abaixo daquele do qual largou para a corrida.

PEDRO RORIZ E CARLOS SOUSA (auto.look2010@gmail.com)

Francesco Bagnaia (Ducati)

Mais rápido na qualificação, o italiano Francesco Bagnaia (Ducati) comandou a corrida de MotoGP do primeiro ao último centímetro para somar a terceira vitória do ano, à frente do seu compatriota Marco Bezzecchi (Ducati), que alcançou o melhor resultado na categoria rainha, e do espanhol Maverick Viñales (Aprilia).

Referência obrigatória para o italiano Marco Bezzecchi que conquistou o primeiro pódio da sua carreira ao terminar na segunda posição, a 0,444 segundos do vencedor e o espanhol Maverick Viñales (Aprilia) terminou em terceiro, a 1,209 segundos.

A corrida ficou marcada pelo facto do francês Fabio Quartararo (Yamaha), comandante do campeonato, ter ficado, pela primeira vez este ano em branco, em consequência de um “toque” com o espanhol Aleix Espargaro (Aprilia), o seu mais directo perseguidor. Os dois conseguirem prosseguir em prova mas, pouco depois, o francês voltou a cair e abandonou, enquanto o espanhol recuperou até ao quarto lugar e reduziu para 21 pontos o atraso em relação ao campeão do mundo.

Miguel Oliveira (KTM)

Miguel Oliveira (KTM), que arrancou de oitavo, chegou a rodar em sétimo, mas terminaria em nono, o que acontece pela quarta vez consecutiva, mas manteve a 10.ª posição em termos de campeonato.

O piloto de Almada teve um incidente com o espanhol Joan Mir (Suzuki) na formação da grelha, que prejudicou a sua corrida: Joan Mir parou de repente, quando colocava a moto no seu lugar na reta da meta, e Migue Oliveira não evitou um pequeno toque na Suzuki, que partiu uma das asas laterais da KTM do português.

Com estes resultados, e apesar de não ter pontuado neste Grande Prémio, o francês Quartararo mantém o comando do campeonato do Mundial, com 172 pontos, mas Aleix Espargaró está, agora, a apenas 21 pontos. Por seu lado, Miguel Oliveira soma 71 pontos e segue na 10.ª posição.

Marco Bezzecchi (Ducati)

Ao contrário do que tem sido habitual a corrida de Moto2 foi emotiva e decidiu-se em cima da meta, com os quatro primeiros a terminarem separados por menos de um segundo, depois do alemão Marcel Schrotter (Kalex) ter caído quando comandava a corrida.

O espanhol Augusto Fernandez (Kalex) acabou por garantir a vitória, à frente do japonês Ai Ogura (Kalex) e do inglês Jake Dixons (Kalex), com o italiano Celestino Vietti (Kalex) a terminar em quarto e completar o lote de piloto que ficou a menos de um segundo do vencedor.

Como consequência dos resultados da corrida, Augusto Fernandez igualou Celestino Vietti no comando do campeonato, com o italiano a ocupar o primeiro lugar, por ter dois segundos lugares, contra nenhum do seu adversário, por ambos terem três triunfos: Qatar, Argentina e Catalunha, pelo italiano; França, Alemanha e Países Baixos, pelo espanhol.

Maverick Viñales (Aprilia)

Por sua vez, Ai Ogura ocupa o terceiro lugar do campeonato, a um ponto do duo italo-espanhol, o que deixa antever uma segunda parte da temporada muito emotiva. Uma queda na derradeira volta, da corrida de Moto3, dos espanhóis Jaume Masia (KTM) e David Muñoz (KTM) e do inglês Jonh McPhee (Husqvarna) reduziu a cinco o grupo que discutia a vitória, que acabou por pertencer ao japonês Ayumu Susaki (Husqvarna), que bateu os espanhóis Izan Guevara (GasGas) e Sergio Garcia (GasGas).

O primeiro comandou grande parte da corrida, mas que cedeu na fase final, e o segundo foi um dos grandes beneficiados com a tripla queda, o que lhe permitiu terminar no derradeiro lugar do pódio e manter o comando do campeonato, que esteve perdido, para o seu colega de equipa, por três pontos

O japonês esteve sempre no grupo da frente e alcançou o primeiro triunfo da carreira, feito alcançado ao fim de 95 corridas, depois de intensos duelos com Izan Guevara e o seu compatriota Tatsuki Suzuki (Honda), que acabou atrás dos dois espanhóis, depois de ter comandado na primeira volta, antes de ser ultrapassado por Izan Guevara, que só cedeu o primeiro lugar a duas voltas do fim. E agora férias, até ao princípio de Agosto.

CLASSIFICAÇÕES

CORRIDAS

MOTOGP – 1.º, Francesco Bagnaia (Ducati), 26 voltas (118,092 km), em 40’25,205” (175,2 km/h); 2.º, Marco Bezzecchi (Ducati), a 0,444”; 3.º, Maverick Viñales (Aprilia), a 1,209”; 4.º, Aleix Espargaro (Aprilia), a 2,585”; 5.º, Brad Binder (KTM), a 2,721”; 6.º, Jack Miller (Ducati), a 3,045”; 7.º, Jorge Martin (Ducati), a 4,340”; 8.º, Joan Mir (Suzuki), a 8,185”; 9.º, Miguel Oliveira (KTM), a 8,325”; 10.º, Alex Rins (Suzuki), a 8,596”. Classificaram-se mais 10 pilotos

MOTO2 – 1.º, Augusto Fernandez (Kalex), 24 voltas (109,008 km), em 39’07,133” (167,1 km/h); 2.º, Ai Ogura (Kalex), a 0,660”; 3.º Jake Dixon (Kalex), a 0,725”; 4.º, Celestino Vietti (Kalex), a 0,758”; 5.º, Bo Bendsneyder (Kalex), a 1,485”; 6.º, Alonso Lopez (Boscoscuro), a 5,417”; 7.º Tony Arbolino (Kalex), a 5,553”. 8.º, Joe Roberts (Kalex), a 7,396”; 9.º, Marco Gonzalez (Kalex), a 7,589”; 10.º, Filip Salac (Kalex), a 7,691”. Classificaram-se mais 11 pilotos

MOTO3 – 1.º, Ayumu Sasaki (Husqvarna), 22 voltas (99,924 km), em 37’28,371” (159,9 km/h); 2.º, Izan Guevara (GasGas), a 0,314”; 3.º, Sergio Garcia (GasGas), a 0,392”; 4.º, Tatsuki Suzuki (Honda), a 0,399”; 5.º, Xavier Artigas (CF Moto), a 0,661”; 6.º, Daniel Holgado (KTM), a 11,540”; 7.º, Stefano Nepa (KTM), a 11,606”; 8.º, Ryusei Yamanaka (KTM), a 12,225”; 9.º, Deniz Oncu (KTM), a 12,309”; 10.º, Kaito Toba (KTM), a 12,368”. Classificaram-se mais 12 pilotos

CAMPEONATOS

PILOTOS

MOTOGP – 1.º, Fabio Quartararo, 172 pontos; 2,º, Aleix Espargaro, 151; 3.º, Johann Zarco, 114; 4.º, Francesco Bagnaia, 106; 5.º, Enea Bastianini, 105; 6.º, Brad Binder, 93; 7.º, Jack Miller, 91; 8.º, Joan Mir, 77; 9.º, Alex Rins, 75; 10.º, Miguel Oliveira, 71. Estão classificados mais 14 pilotos

MOTO2 – 1.º, Celestino Vietti, 146 pontos; 2.º, Augusto Fernandez, 146; 3.º, Ai Ogura, 145; 4.º, Aron Canet, 116; 5.º, Tony Arbolino, 104; 6.º, Joe Roberts, 97; 7.º, Marcel Schrotter, 88; 8.º, Jake Dixon, 76;  9.º, Pedro Acosta, 75;  10.º, Somkiat Chantra, 69. Estão classificados mais 20 pilotos

MOTO3 – 1.º, Sergio Garcia, 182 pontos; 2.º, Izan Guevara, 179; 3.º, Dennis Foggia, 115; 4.º, Ayumu Sasaki, 113; 5.º, Jaume Masia, 107; 6.º, Deniz Oncu, 98; 7.º, Tatsuki Suzuki, 94; 8.º, Andrea Migno, 77; 9.º, Carlos Tatay, 64; 10.º, Xavier Artigas, 57. Estão classificados mais 16 pilotos

CONSTRUTORES

MOTOGP – 1.º Ducati, 246 pontos; 2.º, Yamaha, 172; 3.º, Aprilia, 155; 4.º, KTM, 121; 5.º, Suzuki, 101; 6.º, Honda, 85

MOTO2 – 1.º, Kalex, 275 pontos; 2.º, Boscoscuro, 57; 3.º, MV Agusta, 5

MOTO3 – 1.º, GasGas, 235 pontos; 2.º, Honda, 181; 3.º KTM, 174; 4.º, Husqvarna, 133; 5.º, CFMoto, 95.

EQUIPAS

MOTOGP – 1.º, Aprilia Racing, 213 pontos; 2.º, Monster Energy Yamaha MotoGP, 197; 3.º, Ducati Lenovo Team, 197; 4.º, Prima Pramac Racing, 184; 5.º, Red Bull KTM Factory Racing, 164; 6.º, Team Suzuki Ecstar, 152; 7.º, Gresini Racing MotoGP, 123; 8.º, Mooney VR46 Racing Team, 107; 9.º, Repsol Honda Team, 100; 10.º, LCR Honda, 69; 11.º, Withu Yamaha RNF MotoGP Team, 20; 12.º Tech3 KTM Factory Racing, 14

MOTO2 – 1.º, Red Bull KTM Ajo, 221 pontos; 2.º, Idemitsu Honda Team Asia, 214; 3.º, Flexbox HP40, 178; 4.º, ELF Marc VDS Racing Team, 155; 5.º, Mooney VR46 Racing Team, 146; 6.º, Inde GasGas Aspar Team, 121; 7.º, Liqui Moly Intact GP, 121; 8.º, Italtrans Racing Team, 107; 9.º, MB Conveyors Speed Up, 79; 10.º, Pertamina Mandalika SAG Team, 61; 11.º, Yamaha VR46 Master Camp Team, 52; 12.º, America Racing, 43; 13.º, Gresini Racing Moto2, 20; 13.º, RW Racing GP, 16; 15.º, MV Agusta Forward Racing, 5

MOTO3 – 1.º, GasGas Aspar Team, 361 pontos; 2.º, Leopard Racing, 209; 3.º, Red Bull KTM Ajo, 155; 4.º, Sterilgarda Husqvarna Max, 137; 4.º, Red Bull KTM Tech3, 126; 6.º CFMoto Racing PruestelGP, 121; 7.º, MT Helmets – MSI, 85; 8.º, Rivacold Snipers Team, 77; 9.º, CIP Green Power, 66; 10.º, SIC58 Squadra Corse, 60; 11.º, Angeluss MTA Team, 51; 12.º, QJMotor Avintia Racing Team, 39; 13.º, Boe Motorsports, 32; 14.º, Visiontrack Racing Team, 16; 15.º, Honda Team Asia, 5

Próxima prova – Monster Energy British Grand Prix, dia 7 de Agosto, no Circuito de Silverstone.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.