Francês Fabio Quartararo “conquista” Espanha

Fabio Quartararo venceu hoje o Grande Prémio da Andaluzia de MotoGP, segunda corrida do Mundial de velocidade de motociclismo, em que o português Miguel Oliveira abandonou na primeira curva, na sequência de uma queda.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Uma semana depois de ter dominado o GP de Espanha, o francês Fábio Quartararo (Yamaha) repetiu o feito, alcançando a segunda vitória consecutiva, com o espanhol Maverick Viñales (Yamaya) a repetir o segundo lugar de domingo passado e a perfilar-se como o mais sério opositor do francês na luta pela sucessão do espanhol Marc Marquez (Honda), que optou por não alinhar, por não ter recuperado da queda, e consequente operação, da semana passada.

O italiano Valentino Rossi (Yamaha) completou o pódio, no final de uma corrida marcada por várias quedas, a primeira das quais do português Miguel Oliveira (KTM), logo na primeira curva.

Quinto na grelha de partida, o melhor resultado alcançado até agora em qualificação, Miguel Oliveira partiu muito mal, foi envolvido por aqueles que largaram atrás de si e na primeira curva um “toque” colocou-o no chão e impediu-o de alcançar o resultado que podia ser possível.

De assinalar que o espanhol Alex Rins (Suzuki) e o inglês Cal Crutchlow (Honda) terminaram a corrida, o primeiro em 10.º e o segundo em 13.º, apesar das deficientes condições físicas em que se encontravam, depois de serem operados no inicio da semana.

A corrida Moto2 foi um “passeio” para o italiano Enea Bastianini (Kalex) que, depois de largar de terceiro, ascendeu ao comando na primeira volta e “fugiu” aos seus perseguidores, para assegurar o triunfo à frente dos seus compatriotas Luca Marini (Kalex) e Marco Bezzecchi (Kalex), com o japonês Tetsuta Nagashima (Kalex), que conserva o comando do campeonato a ser um discreto 11.º:

Não deixa de ser estranha as diferenças verificadas no final da corrida, depois dos 16 mais rápidos na qualificação terem ficado separados por menos de um segundo, o que deixava antever uma corrida emotiva, mas tal acabaria por não suceder tala superioridade demonstrada por Enea Bastianini.

A corrida de Moto3 acabou por ser a mais emotiva do segundo fim-de-semana em Jerez de la Frontera, com os cinco primeiros a terminarem separados por menos de um segundo e com todo a decidir-se na derradeira volta, com o japonês Tetsuta Nagashima (Kalex) a resistir aos ataques dos seus perseguidores, a exemplo do que tinha feito nas derradeiras 15 voltas da corrida.

O inglês John McPhee (Honda) e o italiano Celestino Vietti (KTM) completaram o pódio, com o italiano a ascender ao derradeiro lugar do pódio na última volta, quando conseguiu concretizar a ultrapassagem ao argentino Gabriel Rodrigo (Honda) que, nessa derradeira volta, foi, ainda, passado pelo sul-africano Darryl Binder (KTM) e caiu de terceiro para quinto.

CLASSIFICAÇÕES

MotoGP – 1.º, Fabio Quartararo (Yamaha), 25 voltas (110,575 km) em 41’22,666”; 2.º, Maverick Viñales (Yamaha) a 4,495”; 3.º, Valentino Rossi (Yamaha), a 5,546”; 4.º, Takaaki Nakagami (Honda), a 6,113”; 5.º, Joan Mir (Suzuki), a 7,693”; 6.º, Andrea Dovisioso (Ducati), a 12,554”; 7.º, Pol Espargaro (KTM), a 17,488”; 8.º, Alex Marquez (Honda), a 19,357”; 9.º, Johann Zarco (Ducati), a 23,523”; 10.º, Alex Rins (Suzuki), a 27,091”. Classificaram-se mais três pilotos

Moto2 – 1.º, Enea Bastianini (Kalex), 23 voltas (101,729 km), em 39.23,922” (154,9 km/h); 2.º, Luca Marini (Kalex), a 2,153”; 3.º, Marco Bezzecchi (Kalex), a 3,243”; 4.º, Sam Lowes (Kalex), a 3,817”; 5.º, Aron Canet (Speed Up), a 9,155”; 6.º, Jorge Martin (Kalex), a 11,988”; 7.º, Thomas Luthi (Kalex), a 13,858”; 8.º, Xavi Vierge (Kalex), a 19,590”; 9.º, Stefano Manzi (MV Agusta), a 20,199”; 10.º, Marcel Schrotter (Kalex), a 20,262”. Classificaram-se mais 10 pilotos.

Moto3 – 1.º, Tatsuki Suzuki (Honda), 22 voltas (97,306 km), em 39’18,861” (148,5 km/h); 2.º, John McPhee (Honda), a 0,064”; 3.º, Celestino Vietti (KTM), a 0,134”; 4.º, Darryn Binder (KTM), a 0,628”; 5.º, Gabriel Rodrigo (Honda), a 0,817”; 6.º, Raul Fernandez (KTM), 2,742”; 7.º, Jeremy Alcobia (Honda), a 3,315”; 8.º, Sérgio Garcia (Honda), a 4,853”; 9.º, Ryusei Yamanaka (Honda9, a 4,887”; 10.º, Tony Arbolino (Honda), 4,988”. Classificaram-se mais 12 pilotos.

CLASSIFICAÇÕES DOS “MUNDIAIS”

PILOTOS

MotoGP – 1.º, Fábio Quartararo, 50 pontos; 2.º, Maverick Viñales, 40; 3.º, Andrea Dovisioso, 26; 4.º, Takaaki Nakagami (Honda), 19; 5.º, Pol Espargaro, 19; 6.º, Valentino Rossi, 16; 7.º, Jack Miller, 13; 8.º, Alex Marquez, 12; 9.º, Johann Zarco, 12, 10.º, Franco Morbidelli, 11; …; 13.º, Miguel Oliveira, 8. Estão classificados mais seis pilotos

Moto2 – 1.º, Tetsuta Nagashima, 50 pontos; 2.º, Enea Bastianini, 48; 3.º, Luca Marina, 45; 4.º, Aron Canet, 30; 5.º, Lorenzo Baldassarri, 28; 6.º, Jorge Martin, 26; 7.º, Sam Lowes, 26; 8.º, Reny Gardner, 22; 9.º, Xavi Vierge, 21; 10.º, Mauro Bezzecchi, 20. Estão classificados mais 14 pilotos

Moto3 – 1.º, Albert Arenas, 50 pontos; 2.º, Tatsuki Suzuki, 44; 3.º, John McPhee, 40; 4.º, Ai Ogura, 36; 5.º, Gabriel Rodrigo, 30; 6.º, Celestino Vietti, 27; 7.º, Raul Fernandez, 26; 8.º, Tony Arbolino, 23; 9.º, Jaume Masia, 19; 10.º, Jeremy Alcobia, 19. Estão classificados mais 14 pilotos

MARCAS

Moto GP – 1.º Yamaha, 50 pontos; 2.º, Ducati, 26; 3.º, Honda, 19; 4.º, KTM, 19; 5.º, Suzuki, 11; 6.º, Aprilia, 5

Moto2 – 1.º Kalex, 75 pontos; 2.º, Speed Up, 32; 3.º, MV Agusta, 13; 4.º, NTS, 5

Moto3 – 1.º KTM, 66 pontos; 2.º, Honda, 65; 3.º, Husqvarna, 10

EQUIPAS

MotoGP – 1.º Petronas Yamaha SRT, 61 pontos; 2.º, Monster Energy Yamaha MotoGP, 56; 3.º, Ducati Team, 33; 4.º LCR Honda, 22; 5.º, Pramac Racing, 22; 6.º, Red Bull KTM Factory Racing, 22; 7.º, Hublot Reale Avintia Racing, 17; 8.º, Team Suzuki Ecstar, 17; 9.º, Repsol Honda Team, 12; 10.º, Red Bull KTM Tech3, 8; 11.º, Aprilia Racing Team Gresini, 5

Moto2 – 1.º, Red Bull KTM Ajo, 76 pontos; 2.º, Sky Racing Team VR46, 65; 3.º, Italtrans Racing Team, 48; 4.º, Open Aspar Team Moto2, 40; 5.º, Flexbox HP 40, 32; 6.º, EG 0,0 Marc VDS, 32; 7.º Liqui Moly Intact GP, 30; 8.º, Petronas Sprinta Racing, 23; 7.º, Onexox TKKR SAG Team, 22; 10.º, Tennor American Racing, 14; 11.º, MV Agusta Forword Racing, 14; 15.º, Beta Tools Speed Up, 13; 16.º, Federal Oil Gresini Moto2, 6; 17.º, NTS RW Racing GP, 5

Moto3 – 1.º, Solunion Aspar Team Moto3, 56 pontos; 2.º, SIC58 Squadra Corse, 52; 3.º, Kommerling Gresini Moto3, 49; 4.º, Petronas Sprinta Racing, 40; 5.º, Sky Racing Team VR46, 40; 6.º, Honda Team Ásia, 36; 7.º, Red Bull KTM Ajo, 33; 8.º, Rivacold Snipers Team, 31; 9.º, Leopard Racing, 26; 10.º, Estrella Galicia 0,0, 20; 11.º, CIP Green Power, 13; 12.º, Sterilgarda Max Racing Team, 12; 13.º, Red Bull KTM Tech 3, 9; ; 14.º Reale Avintia Moto3, 3

Próxima prova – Monster Energy Grand Prix Ceské Republiky, dia 9 de Agosto, no Autódromo de Brno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: