FPAK doou máscaras cirúrgicas à Câmara de Murça

Numa demonstração nobre de solidariedade, a Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK), presidida por Ni Amorim, doou um milhar de máscaras de protecção ao município de Murça perante a pandemia do Covid-19, novo coronavírus que se espalha a alta velocidade pelo mundo.

(auto.look2010@gmail.com)

Ni Amorim, presidente da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting

Numa altura em que a pandemia do novo Coronavirús – Covid 19 assola o país e o mundo, as iniciativas de solidariedade têm de ser, da parte de todos, o caminho a seguir para ajudar todos quantos, na linha da frente, procuram combater a pandemia.

As acções para ajudar o próximo são bem-vindas em qualquer altura e de qualquer forma, mas agora, mais do que nunca, quando todos estamos unidos ou envoltos no mesmo problema, devemos ter a capacidade de não deixar estas iniciativas apenas para os outros, e assumir a nossa responsabilidade social. Foi por isso que a FPAK decidiu oferecer ao município de Murça 1.000 máscaras cirúrgicas que serão distribuídas por médicos, enfermeiros, bombeiros e outros técnicos de saúde.

Para Ni Amorim esta ajuda é apenas simbólica: «Não ficaríamos de bem com a nossa consciência se não fizéssemos nada. Este é um problema à escala mundial. Na nossa opinião todas as instituições devem, à sua medida e dentro das suas possibilidades, ajudar a combater esta situação».

«Estamos todos a viver tempos difíceis, que decerto se irão prolongar, e será necessária a ajuda de todos para que consigamos diminuir a sua duração. Esta nossa oferta é simbólica, tendo em conta a dimensão do problema, mas sentida e com dever de responsabilidade. Todos juntos, tenho a certeza que seremos mais fortes, e debelaremos este inimigo comum», referiu o presidente da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting.

Mário Artur Lopes, presidente da Câmara Municipal de Murça

«O município de Murça agradece e louva a atitude da FPAK, num verdadeiro e oportuno exemplo de responsabilidade social. Tendo em conta a escassez de material de protecção para médicos, enfermeiros, bombeiros e outros técnicos, esta oferta propõe-se a melhorar as condições de trabalho dos profissionais de saúde e, dessa forma, ajudar no combate à propagação e tratamento do surto epidémico no concelho de Murça. Acreditamos que juntos vamos conseguir», referiu, sensibilizado com a iniciativa, Mário Artur Lopes, presidente da Câmara Municipal de Murça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: