FPAK cedeu os direitos de imagem à GMK

Estrutura federativa emitiu esta segunda-feira um comunicado a anunciar que a GMK Produções, que irá assumir a divulgação televisiva do Campeonato de Portugal de Ralis, Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno e Campeonato de Portugal de Karting KIA.

(auto.look2010@gmail.com)

A Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK) celebrou um novo acordo de cedência de direitos de imagem com a produtora de televisão GMK Produções, que irá assumir a divulgação televisiva do Campeonato de Portugal de Ralis, Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno e Campeonato de Portugal de Karting KIA.

Segundo um comunicado da estrutura federativa, «a GMK, a actuar no mercado desde 2002, tem grande experiência na produção televisiva de desporto, com sucessos comprovados nas diversas áreas de actuação, pelo que a FPAK entendeu ter chegado a altura de mudar o rumo televisivo dos seus campeonatos, tornando-os mais apetecíveis para os telespectadores e procurando dar um cunho mais moderno à forma de abordar a modalidade».

Ciente de que todas as mudanças são difíceis, Ni Amorim, presidente da FPAK e citado na nota de imprensa, maturou durante algum tempo esta possibilidade, consultou o mercado e acabou por concluir que a GMK seria a melhor solução para esta nova era.

«As mudanças muitas vezes são necessárias. Dando ouvidos aos intervenientes no nosso desporto, decidimos encontrar um parceiro de televisão que se ajustasse mais aos interesses da nossa modalidade. Depois de várias reuniões, entendemos que a GMK reunia as condições e ambições necessárias para dar uma visão diferente do desporto motorizado», sublinhou o presidente da estrutura federativa.

Ainda de acordo com Ni Amorim, «para a FPAK, mais importante do que o retorno mediático que advém da exposição televisiva, é a percepção que o telespectador tem dos nossos conteúdos e queremos que daqui para a frente seja diferenciador».

Para Manuel Agrellos, responsável pela GMK, este desafio «vem ao encontro da nossa ambição, que é continuar a crescer como um “player” de relevo na produção de conteúdos em geral e na área do desporto em particular».

«Estamos cientes da responsabilidade deste desafio, para o qual iremos responder com experiência, empenho e criatividade num mercado em grande transformação e onde a diferenciação é decisiva. O desporto automóvel em Portugal vai continuar a crescer e merece cada vez mais atenção e melhores conteúdos», concluiu Manuel Agrellos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *