Fórmula 1 sustem a respiração em Abu Dhabi

Pela segunda vez na história da Fórmula 1, dois pilotos vão para o Grande Prémio de uma temporada empatada para o campeonato. Lewis Hamilton ou Max Verstappen será campeão no domingo em Abu Dhabi.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Vinte e uma corridas e nada ficou decidido, passando a ser o traçado Yas Marina, em Abu Dhabi, que o neerlandês Max Verstappen e o inglês Lewis Hamilton vão definir o sucessor deste último na lista dos campeões do mundo.

Apesar de entrarem empatados, a vantagem é de Max Verstappen (Red Bull/Honda) que, a partir do momento em que Lewis Hamilton (Mercedes) abandone, garante a conquista do título, mesmo que não pontue, por ter maior número de vitórias (9-8).

Vai ser uma corrida intensa e sofrida, tanto na pista, como nas “boxes”, sendo desejável que nada de anormal ocorra como sucedeu em anos anteriores, onde atitudes antidesportivas de renomados campeões (Ayrton Senna e Alain Prost, duas vezes, no Japão, e Michael Schumacher e Damon Hill, na Austrália) ensombraram a conquista dos respectivos títulos, embora, hoje em dia, já ninguém se lembre do que sucedeu, porque o que fica na memória é o nome do campeão.

E embora os responsáveis das duas equipas afirmem desejar que tudo se resolva na pista de forma limpa, não é de descartar que algo possa suceder, porque o neerlandês não tem o comportamento mais correcto em pista, como se viu no passado domingo na Arábia Saudita, onde a sua manobra para deixar o inglês passar teve algo de inexplicável e podia ter levado ao abandono de Lewis Hamilton caso o embate do Mercedes na traseira do Red Bull tivesse sido mais violento.

Agora é o tudo ou nada e quem ficar à frente será campeão, esperando-se e desejando-se que o “fair play” esteja presente e tudo se resolva na pista, entre os dois pilotos que dominaram, de forma clara a temporada.

Em confronto estarão a maturidade do inglês e a irreverência do neerlandês que, por vezes, arrisca demasiado e compromete o resultado, como sucedeu algumas vezes este ano.

No traçado do Yas Marina largar da “pole” não é tão determinante como noutras pistas, como a de Jeddah, por exemplo, mas do ponto de vista psicológico largar na frente pode ser um importante factor de motivação, ao mesmo tempo deixa o seu adversário na situação de ter de encontrar maneira de reverter a situação.

O finlandês Valtteri Bottas vai garantir, qualquer que seja a classificação na prova, o derradeiro lugar do pódio em termos globais, com a Mercedes mais próximo de revalidar o título de Construtores, apesar de só ter 28 pontos de avanço sobre a Red Bull, quando estão 44 em jogo, mas a parecer difícil que marca austríaca consiga recuperá-los.

A Ferrari deverá ficar com o terceiro lugar dos Construtores, à frente da McLaren que, durante a primeira metade da temporada, pareceu ser aquela que conseguiria ser a “melhor das outras”, face ao domínio da dupla anglo-austríaca.

De assinalar que as ligeiras alterações efectuadas no traçado reduziram o perímetro para 5,281 km, reduzindo em cerca de 300 metros.

HORÁRIO

SEXTA-FEIRA (10 DE DEZEMBRO)

09h30 – 10h30 – Treino livre 1

13h00 – 14h00 – Treino livre 2

SÁBADO (11 DE DEZEMBRO)

10h00 – 11h00 – Treino livre 3

13h00 – 14h00 – Qualificação

DOMINGO (12 DE DEZEMBRO)

13h00 – Corrida

CLASSIFICAÇÕES DOS “MUNDIAIS”

PILOTOS – 1.º Max Verstappen, 369,5 pontos; 2.º Lewis Hamilton, 369,5; 3.º Valtteri Bottas, 218; 4.º Sérgio Perez, 190; 5.º Charles Leclerc, 158; 6.º Lando Norris, 154; 7.º Carlos Sainz, 149,5; 8.º Daniel Ricciardo, 115; 9.º Pierre Gasly, 100; 10.º Fernando Alonso, 77; 11.º Esteban Ocon, 72; 12.º Sebastian Vettel, 43; 13.º Lance Stroll, 34; 14.º Yuki Tsunoda, 20; 15.º George Russell, 16; 16.º Kimi Raikkonen, 10; 17.º Nicholas Latifi, 7; 18.º Antonio Giovinazzi, 3.

CONSTRUTORES – 1.ª Mercedes-AMG Petronas F1 Team, 587,5 pontos; 2.ª Red Bull Racing Honda, 559,5; 3.ª Scuderia Ferrari Mission Winnow, 307,5; 4.ª McLaren F1 Team, 269; 5.ª Alpine Renault, 149; 6.ª Scuderia Alpha Tauri Honda, 120; 7.ª Aston Martin Cognizant F1 Team, 77; 8.ª Williams Mercedes, 23; 9.ª Alfa Romeo Racing Ferrari, 13.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.