Fórmula 1: das ruas de Monte Carlo para as de Baku

As ruas de Baku, capital do Azerbeijão, sucedem às de Monte Carlo como palco da próxima corrida do Campeonato do Mundo de Fórmula 1 com o holandês Max Verstappen (Red Bull/Honda) a chegar ao traçado azeri moralizado pela vitória na corrida monegasca e pela ascensão ao comando do campeonato.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Após a derrota em Monte Carlo, onde falhou na estratégia, algo que é raro acontecer, há a curiosidade de ver qual a resposta da Mercedes, que perdeu o comando do “Mundial” de Marcas, num traçado que volta a favorecer os Red Bull, mas onde pode ser preciso entrar com um terceiro elemento, a Ferrari.

A evolução que a marca italiana tem revelado e que levou o monegasco Charles Leclerc (Ferrari) a assegurar a “pole position”, não concretizada por ter “batido” na última tentativa na Q3, cujas consequências só foram evidentes no dia seguinte, e o segundo lugar do espanhol Carlos Sainz (Ferrari) mostra que começa a ser preciso contar com a equipa de Maranello na discussão das primeiras posições, algo que há muito não se via.

Monte Carlo serviu para confirmar a evolução que a Aston Martin vem demonstrando e é de esperar que nas ruas de Baku, tal como sucedeu nas de Monte Carlo, a equipa de Silverstone possa ver os seus pilotos, o alemão Sebastian Vettel e o canadiano Lance Stroll, lutarem por um lugar na Q3 e nos pontos, dando continuidade à inversão da situação vivida na fase inicial da temporada.

Curiosidade ao que poderá fazer a McLaren, que defende o terceiro lugar no campeonato do ataque da Ferrari, que espera ver o australiano Daniel Riccardo, que parece ainda não estar identificado com o MCL35, igualar os desempenhos do inglês Lando Norris, que tem sido o piloto em destaque na equipa criada pelo neo-zelandês Bruce McLaren.

Ao contrário do que sucedeu no GP de Mónaco onde houve espectadores, a prova azeri não contará com eles, mas os responsáveis pelo circuito holandês de Zandvoort já revelaram esperar poder receber mais de 100 mil espectadores, por a vacinação estar a avançar em bom ritmo e as condições sanitárias estarem a melhorar, o mesmo sucedendo em Monza, ainda que com a capacidade reduzida a cerca de 70% de espectadores.

CLASSIFICAÇÕES DOS “MUNDIAIS”

PILOTOS – 1.º Max Verstappen, 105 pontos; 2.º Lewis Hamilton, 101; 3.º Lando Norris, 56; 4.º Valtteri Bottas, 47; 5.º Sérgio Perez, 44; 6.º Charles Leclerc, 40; 7.º Carlos Sainz, 38; 8.º Daniel Ricciardo, 24; 9.º Pierre Gasly, 16; 10.º Esteban Ocon, 12; 11.º Sebastian Vettel, 10; 12.º Lance Stroll, 9; 13.º Fernando Alonso, 5 ; 14.º Yuki Tsunoda, 2; 15.º Antonio Giovinazzi, 1.

CONSTRUTORES – 1.º Red Bull Racing Honda, 149 pontos; 2.º Mercedes-AMG Petronas F1 Team, 148; 3.º McLaren F1 Team, 80; 4.º Scuderia Ferrari Mission Winnow, 78; 5.º Aston Martin Cognizant F1 Team, 19; 6.º Scuderia Alpha Tauri Honda, 18; 7.º Alpine Renault, 17; 8.º Alfa Romeo Racing Ferrari, 1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *