Finlandês Valtteri Bottas ao ataque na Catalunha

Grande Prémio da Espanha de 2021 desenvolve-se domingo ao longo de 66 voltas pelos 4,655 quilómetros do Circuito de Barcelona-Catalunha.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

O finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) registou o melhor tempo no primeiro treino livre para o GP de Espanha, impondo-se ao holandês Max Verstappen (Red Bull/Honda), depois do inglês Lewis Hamilton (Mercedes) ter estado no topo da tabela de tempos a meio da sessão.

Sessão que seria interrompida a 15 minutos do final, quando o polaco Robert Kubica (Alfa Romeo/Ferrari), que rendeu o finlandês Kimi Raikoonen no primeiro treino livre, não evitou uma saída de pista, com o carro a ficar atascado na gravilha, o que obrigou à exibição da bandeira vermelha, para a grau o poder retirar do local onde ficou, e o piloto a terminar a sessão mais cedo.

Situação semelhante aconteceu na Williams com o inglês George Russell a ceder o volante do seu monolugar ao israelita Roy Nissany (Williams/Mercedes), que bateu os dois pilotos da Hass e o polaco.

Por sua vez, o inglês Lando Norris (McLaren/Mercedes) confirmou o facto vir a ser o “melhor dos outros” ao registar o quarto tempo, à frente dos dois Ferrari, com o monegasco Charles Leclerc (Ferrari) a levar a melhor sobre o espanhol Carlos Sainz (Ferrari).

Melhorias evidentes dos Aston Martin, com o alemão Sebastien Vettel (Aston Martin/Mercedes) a registar o oitavo tempo, atrás do francês Pierre Gasly (Alpha Tauri/Honda) e o canadiano Lance Stroll o décimo, com o mexicano Sérgio Perez (Rede Bull/Honda) a separar os dois homens da equipa inglesa que, pela primeira vez, colocou os dois carros do no lote dos 10 mais rápidos.

DÚVIDAS SUBSISTEM

Com a corrida de Barcelona, o calendário da F1 cumpre as primeiras quatro corridas de acordo com o que estava planeado, a quinta, nas ruas de Monte Carlo, onde, este fim-de-semana, corre a FE, também, está assegurada, mas a partir algumas coisas mudam ou podem vir a mudar.

A primeira mudança acontece com a substituição já confirmada do Canadá pela Turquia, mas os Grande Prémios de Singapura, Japão, Estados unidos, México, Brasil e Austrália, mudado para o final do ano, podem vir a ser retirados do calendário, com Mugello e Nurburgring a perfilarem-se como alternativas, para os dois primeiros, com a corrida australiana da poder ser substituída, por uma segunda corrida no traçado de Sakhir, na segunda versão utilizada o ano passado. Evidente é que a situação será gerida dia a dia, podendo acontecer que as 23 corridas programadas venham a ser reduzidas.

TEMPOS DO TREINO LIVRE

PILOTO CARRO MOTOR TREINO
       
Valtteri Bottas Mercedes W12 Mercedes 1’18,504″
Max Verstappen Red Bull RB16B Honda 1’18,537″
Lewis Hamilton Mercedes W12 Mercedes 1’18,627″
Lando Norris McLaren MCL35 Mercedes 1’18,944″
Charles Leclerc Ferrari SF21 Ferrari 1’18,996″
Carlos Sainz Ferrari SF21 Ferrari 1’19,021″
Pierre Gasly Alpha Tauri AT02 Honda 1’19,062″
Sebastian Vettel Aston Martin AMR21 Mercedes 1’19,234″
Sergio Perez Red Bull RB16B Honda 1’19,349″
Lance Stroll Aston Martin AMR21 Mercedes 1’19,429″
Yuiki Tsunoda Alpha Tauri AT02 Honda 1’19,669″
Esteban Ocon Alpine A521 Renault 1’19,681″
Antonio Giovinazzi Alfa Romeo C41 Ferrari 1’19,694″
Daniel Ricciardo McLaren MCL35 Mercedes 1’19,732″
Fernando Alonso Alpine A521 Renault 1’19,950″
Nicholas Latifi Williams FW 43B Mercedes 1’20,270″
Roy Nissany Williams FW 43B Mercedes 1’20,700″
Mick Schumacher Haas VF-21 Ferrari 1’20,766″
Nikita Mazepin Haas VF-21 Ferrari 1’21,796″
Robert Kubica Alfa Romeo C41 Ferrari 1’21,887″

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *