Filipe Albuquerque terminou em quinto em Detroit

O piloto português, da Acura, terminou em quinto lugar na corrida deste sábado do Campeonato Norte-Americano de Resistência (IMSA), disputada em Detroit.

(auto.look2010@gmail.com)

O piloto natural de Coimbra, que faz equipa com o norte-americano Ricky Taylor, concluiu as 1h40 desta sexta ronda do campeonato a 15,942 segundos do vencedor, o neerlandês Renger van der Zande (Cadillac). O britânico Oliver Jarvis (Acura) foi segundo classificado, a 0,398 segundos do vencedor, com o norte-americano Eral Bomber (Cadillac) em terceiro, a 0,783.

A equipa de Filipe Albuquerque largou da terceira posição mas uma má estratégia de pneus obrigou a duas paragens extra nas boxes, o que roubou quaisquer possibilidades de lutar pela vitória.

«O início da corrida até estava a correr bem, estávamos com bom andamento. Quando entrei para o carro fizemos uma estratégia errada. Tentámos ganhar a corrida claramente com a estratégia errada. Faltou-nos andamento devido à estratégia com os pneus. O carro não estava mal mas ao não acertar com a estratégia, este é o exemplo do quão mal se pode ficar da vitória. É muito frustrante, nem parece nosso, arrancar da frente e acabar lá atrás», lamentou o piloto português.

Filipe Albuquerque foca-se agora na próxima jornada do campeonato que acontece em Watkins Glen, de 23 a 26 de Junho, onde vai procurar recuperar os pontos perdidos: «Vamos analisar a corrida de hoje ao detalhe para não voltarmos a cometer este tipo de erros e focar na corrida que aí vem», continuou.

Filipe Albuquerque parte de imediato para Le Mans para este domimgo entrar em pista para o pré-teste para as 24h que acontecem no próximo fim-de-semana: «Não há tempo a perder, é seguir em frente», rematou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.