Filipe Albuquerque sai de 5.º para as 24h de Daytona

Realizou-se hoje a corrida de qualificação tendo em vista as Rolex 24 Horas de Daytona, prova que vai ter lugar no próximo fim-de-semana (30 e 31 de Janeiro) e que será a primeira corrida do Campeonato Norte Americano de Resistência (IMSA WeatheTech SportsCar Championship).

(auto.look2021@gmail.com)

Filipe Albuquerque e Ricky Taylor, os pilotos da Wayne Taylor Racing, que disputaram a corrida deste domingo, arrancaram da sétima posição da grelha e terminaram no quinto lugar depois de terem rodado no terceiro posto.

No final, o piloto de Coimbra estava ciente que teve pouco tempo para conhecer o carro e que, quantos mais quilómetros percorria, mais à vontade se sentia. Um período de adaptação que Filipe Albuquerque espera concluído no início da emblemática prova americana no próximo sábado.

«A prova de hoje serviu para aprender o carro em situação de corrida. Arranquei de sétimo, entreguei o carro ao Ricky (Taylor) em terceiro e acabámos em quinto. Penso que o resultado de hoje é irrelevante para o desfecho das 24h de Daytona. Demorei 20 minutos a recuperar de sétimo até terceiro, por isso numa corrida tão longa, tudo pode acontecer», começou por referir Filipe Albuquerque.

Estes últimos dias têm sido muito importantes «para aprender o carro, ajustar “set-up” e sentir-me confortável», sublinhou o conimbricense, acrescentando que «é tudo novidade mas cada vez sinto-me melhor». «Acho que estamos no caminho certo para a primeira corrida da época. E não tenho dúvidas que vai ser uma corrida daquelas!», concluiu o piloto de Coimbra optimista e, ao mesmo tempo, ansioso para começar a grande maratona norte-americana.

Recorde-se que Filipe Albuquerque já venceu por duas vezes em Daytona na classe GTD em 2013 e à geral em 2018. A moral está e alta e, em 24 horas, tudo é possível, até para reforçar a sua colecção de relógios Rolex.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *