Filipe Albuquerque embaixador do Mundial de ralicross

Os adeptos terão uma série de heróis locais para torcer quando o Campeonato do Mundo de Rallycross da FIA chegar a Montalegre no próximo mês (17 e 18 de setembro), com nada menos que 11 estrelas portuguesas prontas para entrar na pista do Lusorecursos World RX de Portugal. Piloto de Coimbra é o embaixador oficial do evento.

(auto.look2010@gmail.com)

A Câmara Municipal de Montalegre anunciou que a pista ‘barrosã’ vai receber o número recorde de 11 pilotos portugueses na prova do campeonato do mundo de ralicross de 2022, em 17 e 18 de setembro.

«Pela primeira vez desde o arranque do Mundial de ralicross em 2014, na pista de Montalegre, o Lusorecursos World RX of Portugal terá nada menos de 11 pilotos nacionais entre a elite da modalidade», destacou a autarquia local em nota de imprensa.

O regresso do Mundial de ralicross a solo nacional vai contar com os «novos carros da categoria “rainha” do Mundial, máquinas com dois motores elétricos, um em cada eixo, e potências de 500kw, o equivalente a 680cv, com um binário de 880 Nm, disponível instantaneamente», detalhou o município transmontano, avançando que estão por agora, «confirmados oito carros da nova categoria», cuja estreia aconteceu na Noruega «há menos de duas semanas».

«Entre estes, destaque para o tetracampeão mundial, o sueco Johan Kristoffersson (Volkswagen), que vai para a próxima prova do Mundial, na Letónia, com quatro pontos de avanço sobre o compatriota Timmy Hansen (Peugeot). O finlandês Niclas Grönholm (PWR), vencedor em Montalegre em 2021, também estará de regresso a Portugal», acrescentou. A par dos motores elétricos, os carros com motores de combustão mantêm-se no programa de Montalegre, integrados no campeonato da Europa FIA de RX1 (“supercars”) e RX3 (S1600), disputado pelos pilotos nacionais.

Entre os inscritos encontra-se João Ribeiro (Audi A1), piloto que luta pelo título de campeão da Europa FIA de RX3 (S1600), e que parte para a jornada dupla em segundo lugar, assim como António Sousa (Peugeot 208), Jorge Machado (Citroën C2), Joaquim Machado (Peugeot 208), Leonel Sampaio (Skoda Fabia), Rogério Sousa (Ford Fiesta), Sérgio Dias (Renault Twingo) e Tiago Ferreira (Peugeot 208).

«Entre os 14 “supercars” que estarão em pista, destaque para o pluricampeão nacional Mário Barbosa (Citroën DS3) e para o líder do Campeonato de Portugal, José Oliveira (Peugeot 208), que vão medir forças com a elite europeia, comandada pelo sueco Anton Marklund (Hyundai i20), campeão da Europa em 2017», destacou a autarquia.

Confirmadas estão também as presenças de Orlando Alves (presidente do município de Montalegre), Luís Pedro Martins (presidente do Turismo Porto e Norte), Ni Amorim (presidente da FPAK), Jorge Almeida (presidente do Clube Automóvel de Vila Real), Arne Dirks (diretor do Rallycross Promoter GmbH), Ricardo Pinheiro (CEO da Lusorecursos) e João Ribeiro (piloto Euro RX3). No evento será ainda apresentada uma nova prova para os aficionados de eSports (corridas virtuais), que terão uma Final e prémios reais no Circuito Internacional de Montalegre. Os já famosos Vinhos Mont’Alegre, produzidos na vinha mais alta de Portugal, vão também revelar um rótulo especial que homenageia os vencedores da prova portuguesa do Mundial desde 2014.

A prova do Mundial de ralicross em Montalegre, agendada para os dias 17 e 18 de setembro, será oficialmente apresentada na praça exterior da Casa da Música, no Porto, na terça-feira, e contará com a presença do piloto Filipe Albuquerque, “embaixador oficial” do evento para este ano e campeão do Mundo de Resistência e vencedor das 24 Horas de Le Mans.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.